Alteia

A Alteia, de nome científico Althaea officinalis, é natural do continente europeu, pertence ao grupo das plantas perenes – não tem necessidade de ser replantada – e pertence à família das malváceas. A Altéia pode atingir os 2 metros de altura, sendo o seu tronco direito. As suas folhas possuem uma forma oval e encontram-se cobertas por uma espécie de véu prateado; as suas flores possuem cinco pétalas e podem apresentar duas cores: a cor rosada e/ou branca. Da composição desta planta fazem parte os flavonóides, taninos e a mucilagem.

Althaea officinalis alteia

Raiz

As raízes da Alteia são emolientes e são utilizadas no combate às irritações das membranas mucosas. As flores utilizam-se, principalmente, para o combate à tuberculose e à pleurisia pneumonial. A parte mais utilizada para fins terapêuticos é, sobretudo, a sua raíz.

Benefícios para a Saúde

Tendo vários benefícios para a saúde humana o que deu realmente notoriedade a esta planta medicinal foram as suas propriedades sedativas, descongestionantes, laxantes e anti inflamatórias, emolientes e calmantes.

Uso Medicinal da planta

Para fins medicinais são duas as preparações mais comuns da planta: por via de infusão ou xarope. Para preparar o chá, deve colocar uma colher das folhas picadas da Alteia numa caneca de água a ferver e deixar repousar a mistura durante, pelo menos dez minutos.

Outrora a indústria alimentar também deu uso à planta incorporando-a na produção de doces como os marshmallows.

As preparações, quer por infusão quer através de cataplasmas, feitas a partir da planta são amplamente utilizadas para o tratamento de aftas, cistite, diarreia, obstipação, abscessos, acne, ansiedade, estress, em problemas respiratórios com secreção e também em casos de laringite e amigdalite, e após esmagada, e porque também é emoliente, a sua raíz pode ser colocada tópicamente em feridas e furúnculos.

Contra Indicações

O seu uso está contra indicado para indivíduos que estejam a tomar qualquer outro tipo de medicação devido à abundância de mucilagem que está na constituição da planta – a mucilagem diminui a capacidade de absorção de outros medicamentos pelo organismo humano – e é absolutamente desaconselhado o seu uso para indivíduos que sofram de diabetes.

 

07. novembro 2013 by admin

One Comment

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *


  1. Tenho aqui perto (Palmela) uma planta que “morre” no fim do calor e renasce ainda no frio. Neste momento (06/03/2016)já tem 1m. Uma vizinha diz que é a malva-rosa, outra diz que é a alteia e outra diz que é o malvarisco. Como vou saber? Agradecia ajuda.

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *