Alterações na Cor e no Cheiro da Urina

Existem muitas coisas que podem alterar a aparência (cor) e o cheiro da urina. Fique a saber quando é que você se deve preocupar.

Quase seis chávenas e meia – é a quantidade de urina que cada pessoa produz em média por dia, geralmente dividida em 4 a 8 idas à casa de banho. O ritual é tão rotineiro que a maioria das pessoas dão pouca atenção à sua urina, a não ser que aconteça olhar, ou então, pelo facto do cheiro estar diferente e mais intenso que o habitual.

A urina é composta por água e resíduos que os rins filtram do sangue. A sua cor varia geralmente de amarelo pálido para âmbar escuro, dependendo da sua concentração, a proporção entre resíduos e água. Esta proporção, por sua vez, depende, em parte, da quantidade de líquidos ingerida. O amarelo vem do pigmento urocromo, substância produzida na quebra da hemoglobina, proteína que transporta oxigénio nos glóbulos vermelhos.

Leia Também:

Há um número surpreendente de coisas que podem afetar a cor e o odor da urina. As mais comuns são inofensivas e temporárias, incluindo alimentos, vitaminas e alguns medicamentos. No entanto, por vezes, algumas mudanças na urina podem indicar um problema médico, que pode variar entre relativamente benigno (infecção do trato urinário) a grave (câncer no rim ou bexiga). De seguida seguem algumas sugestões para saber se pode estar descansado/a ou se deve consultar o seu médico.

Vegetais, Frutas e Vitaminas

A beterraba, as amoras e o ruibarbo podem temporariamente causar urina cor-de-rosa ou vermelha, o que pode ser alarmante, já que ela é confundida com sangue. O pigmento que dá a cor magenta profundo à beterraba é apenas estável em determinados níveis de acidez do estômago, sendo normalmente demasiado fraco para aparecer na urina das pessoas. O fenómeno – denominado de “beeturia ou betúria” ocorre apenas em cerca de 10% a 14% da população. Mesmo que você esteja neste pequeno grupo, comer beterraba nem sempre terá um efeito visível, pois a acidez do estômago depende de quando você a ingeriu, e também, dos outros alimentos que ingeriu.

O ruibarbo pode também dar cor castanho-escuro ou cor de chá à urina, tal como as favas e o aloé. As cenouras, sumo de cenoura e vitamina C podem dar um tom laranja à urina, e as vitaminas do complexo B podem torná-la num líquido verde-amarelo fluorescente.

Os espargos dão por vezes à urina um tom esverdeado e um cheiro característico, que alguns dizem lembrar repolho podre. A causa desse cheiro não é ainda uma certeza. Alguns culpam os fertilizantes que contêm enxofre utilizados nas plantações de aspargos (não há registo de que este vegetal causasse este odor na urina antes de serem introduzidos esses fertilizantes).

Outros sugerem que apenas as pessoas que têm um gene específico, conseguem quebrar as proteínas dos espargos que contêm enxofre, e dessa forma, libertar o odor. Há ainda um outro ponto de vista que defende que, o cheiro da urina altera-se de pessoa para pessoa, mas apenas alguns conseguem detetar essa alteração. Atualmente, a ideia consensual é que algumas pessoas produzem esse cheiro quando comem espargos, enquanto que outros não, e que algumas pessoas conseguem detetar esse cheiro, enquanto que outros já não.

Medicamentos e problemas médicos

Existem vários medicamentos, com e sem receita médica, que podem alterar o aspeto da urina (ver abaixo “medicamentos associados a mudanças na cor da urina“). Existem também algumas condições médicas que podem ter o mesmo efeito, tais como as infecções mais comuns do trato urinário (ITU), que afetam cerca de metade de todas as mulheres, pelo menos uma vez durante a sua vida. O muco e os glóbulos brancos associados ás ITU podem causar urina turva e provocar um odor muito desagradável. Os sintomas incluem a necessidade frequente e urgente de urinar, ardor ao urinar e dor abdominal. Contacte o seu médico se sentir estes sintomas, que normalmente desaparecem rapidamente após começar a tomar antibióticos orais.

Medicamentos associados com as mudanças na cor da urina

Uma infecção do trato urinário pode também causar sangue na urina (hematúria). Se a quantidade for muito pequena, a urina parecerá normal, sendo o sangue apenas visível com um microscópio. Já grandes quantidades podem causar urina com um tom rosado, vermelho ou acastanhado.

Outra possível causa de hematúria são as pedras nos rins – massas duras e cristalinas que variam entre o tamanho de um grão de areia e o tamanho de uma pérola, que se formam no trato urinário ou renal. A pedra pode causar hematúria se irritar o ureter (tubo que transporta a urina do rim para a bexiga). As pedras nos rins podem também causar dor extrema nas costas ou lateralmente, além de febre, calafrios e vómitos, para o qual você deve procurar atendimento médico imediato. No entanto, a maioria das pedras sai do corpo sem necessidade de intervenção médica.

A hematúria pode também resultar de uma lesão no trato urinário superior ou inferior (por exemplo, devido a um acidente de carro ou a uma queda). Exercício físico extenuante (especialmente durante a sua realização) pode, por vezes, causar hematúria, já que os choques repetidos podem causar danos na bexiga. Como causas menos comuns da hematúria temos o cancro da bexiga, cancro do rim, ou outra doença renal. Sendo assim, você deve verificar com o seu médico qual a razão que leva ao aparecimento de urina avermelhada.

Outra mudança na urina que merece especial atenção é o aparecimento frequente de um cheiro doce na urina, sinal clássico de diabetes. Quando o corpo não consegue processar o açúcar, o nível sobe no sangue e, deste modo, na urina.

teste de urina

28. Dezembro 2013 by admin
Categories: Doenças do Trato Urinário, Ginecologia e Obstetrícia, Urologia | Leave a comment

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Required fields are marked *