Anti-Inflamatórios – Como Funcionam, Ação e Efeitos Colaterais

Um dos medicamentos mais utilizados em todo o mundo são os anti-inflamatórios não esteroides. Existe uma grande quantidade de marcas, e mais de 20 fármacos diferentes usados. Apesar das diferenças entre cada um delas, na realidade todas têm algumas características comuns. Assim, todos os anti-inflamatórios têm uma ação anti-inflamatória (controlam a inflamação), antipirética (diminuem a febre), e analgésica (ajudam a reduzir a dor).

ibuprofeno

As principais diferenças entre cada um dos fármacos utilizados estão principalmente relacionados com o poder de cada uma delas em cada efeito, mas também, nos efeitos colaterais que originam. Neste artigo iremos explicar como é que os anti-inflamatórios funcionam, e ainda, abordar quais os riscos e efeitos colaterais da utilização indiscriminada destes medicamentos.

Quais são os anti-inflamatórios mais utilizados

Como referimos atrás, existem mais de 20 fármacos diferentes utilizados nos anti-inflamatórios não esteroides. No entanto, há algumas mais usadas que outras. Deixamos aqui por isso uma lista dos fármacos mais conhecidos e utilizados.

– Ibuprofeno
– Diclofenaco
– Naproxeno
– Colecoxib
– Cetoprofeno
– Piroxican
– AAS (ácido acetilsalicílico)
– Indometacina

Como funcionam os anti-inflamatórios?

Anti-inflamatório refere-se à propriedade de uma substância ou de um tratamento que reduz a inflamação. Os anti-inflamatórios compõem cerca de metade dos analgésicos, reduzem a dor, e reduzem a inflamação ao contrário de opióides (opiáceos – substâncias derivadas do ópio), que afetam o sistema nervoso central.

Os anti-inflamatórios não esteroides (AINE) basicamente são inibidores das COX (enzima ciclooxigenase). Estas enzimas poderão ser divididas em duas variantes, com ligeiras particularidades entre elas: a COX-1 e a COX-2. Estas enzimas são essenciais na transformação do ácido araquidónico (substância derivada dos ácidos graxos) em prostaglandinas e tromboxanos. Estas duas têm uma ação comprovada em processos fisiológicos como a dor, a inflamação a coagulação. Assim, através da inibição da sua produção, pode-se controlar a intensidade de cada uma delas.

Efeitos colaterais

Apesar dos anti-inflamatórios não esteroides serem medicamentos bastante seguros, e amplamente utilizados por médicos de todo o mundo, na realidade, são também muitas vezes automedicadas. Assim, quando isso acontece, não há controlo na posologia, facilitando por isso a ocorrência de efeitos colaterais. Além disso, existe interação entre as substâncias dos anti-inflamatórios não esteroides e de outros medicamentos que devem ser verificados, sob o risco de elevar ainda mais os efeitos secundários da sua toma.

De seguida deixamos uma lista de efeitos colaterais provocados pelos anti-inflamatórios não esteroides.

– Todos os anti-inflamatórios têm, além das três ações referidas acima, um efeito na coagulação do sangue. Todos os fármacos utilizados nestes medicamentos têm a capacidade de diminuir a atividade das plaquetas sanguíneas. Este efeito colateral poderá no entanto ser benéfico, pois em caso de doentes com riscos de acidentes cardiovasculares, a diminuição da função das plaquetas pode ajudar o sangue a fluir mais facilmente. O AAS é também utilizado na prevenção de morte súbita dos fetos durante a gravidez. Como os anti-inflamatórios são desaconselhados nas grávidas, são apenas utilizados em casos de grande risco, e com uma dosagem mínima. Já em casos de doentes submetidos a cirurgias, este efeito é muito perigoso, pois reduz a capacidade do sangue em estancar uma hemorragia.

– Dispepsia.
Hepatite medicamentosa;
– O uso indiscriminado dos anti-inflamatórios não esteroides poderá levar em alguns casos à perda de audição em idosos.
– Hemorragia gástrica (se a toma se prolongar, poderá evoluir para uma úlcera gástrica).
– Náuseas e vómitos.
– Apesar do efeito benéfico em alguns casos de problemas cardiovasculares, tem no entanto uma ação prejudicial em indivíduos que sofram de hipertensão e de insuficiência cardíaca.
– Não é recomendado o uso da varfarina com alguns antiinflamatórios porque estes podem aumentar o efeito da varfarina. (Leia: VARFARINA (Varfine, Marevan, Coumadin) – Controle do INR).
– Síndrome nefrótica. (Leia: Proteinúria, Urina Espumosa – Causas, Tratamento, Tipos e Síndrome Nefrótica).
– Alergias (eritemas, urticária na pele, ou ainda, em casos muito raros, choque anafilático).
– As prostaglandinas têm uma função fundamental no funcionamento dos rins. Assim, a sua inibição irá prejudicar o fluxo de sangue nesses órgãos. Enquanto uma pessoa saudável tolera essa alteração durante algum tempo, no caso de um indivíduo com problemas renais, essa inibição poderá levar a uma insuficiência renal aguda. Todos os anti-inflamatórios não esteroides têm um efeito prejudicial nos rins, e como tal, são totalmente contraindicados para doentes renais.
– A toma destes medicamentos irá inibir a ação dos diuréticos. (Leia: Diuréticos –  Tipos, Efeitos Secundários, Para Que Servem e Como Funcionam).

Sendo medicamentos bastante seguros, têm no entanto um grande conjunto de possíveis efeitos secundários. Assim, apenas tome quando prescrito pelo seu médico.

 

22. março 2013 by admin

3 Comentários no Fórum

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *


  1. Bom dia!Existe um tempo padrao para consumir os antiinflamatorios ou e sempre a criterio medico?Por exemplo tomar durante cinco dias.

  2. estou ciclando com propionato de testosterona e agora vou também começar com o stanozolol. só que dei uma pancada sem querer em um dos meus seios e tenho próteses de silicone. com medo de gerar algum processo inflamatório, estou fazendo o uso se nimesulida, 100mg de 12 em 12h; e minha dúvida é a seguinte: posso continuar tomando os produtos normalmente ou eles não podem ser usados com o antiinflamatóro? se eu continuar, pode-se perder o efeito de um ou outro. desde já agradeço.
    ou mesmo tomando com os produtos, eu corro o risco de catabolizar?
    Perderei massa muscular?

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *