Cardo-Santo (Argemone mexicana)

A planta Cardo-santo é original do continente europeu e asiático, pertence à espécie Cnicus benedictus, o seu caracter é perene e é uma conhecida e poderosa planta medicinal. Cresce próxima de rios e em terrenos secos e pedregosos, em campos abandonados e em hortas comuns. A planta atinge de 20 a 50 cm de altura, as suas folhas são espinhosas e as flores pouco numerosas e de cor amarela encontram-se rodeadas de espinhos encarnados.

Cardo Santo - Argemone mexicana

Propriedades Medicinais

É uma planta com caracter anual e possuí uma seiva que, pelas suas propriedades sedativas (tem na sua constituição protopine e berberine), é maioritariamente utilizada para para fins medicinais. É a parte aérea da planta que é utilizada para a produção de infusões, podendo ser aplicada em forma de cataplasma directamente em feridas.

Princípios Ativos

Os princípios activos do Cardo-santo são: Óleo Essencial (0,3%): constituído por esteroidais e hidrocarbonetos ; Princípios Amargos (0,25%): compostos por lactonas sesquiterpênicas do tipo germacranolídeo, como a cnicina (0,2-0,7%), da qual deriva o germacreno, artemisifolina, salonitenolídeos e a benedictina; Taninos; Sais Minerais (10 a 20%); Fitosteróis: stosteril, n-nonacosano e estigmasterol; Flavonóides: apigenina, luteolina e kempferol; Inulina; nos frutos, traços de Alcalóides; e, por último ácido Nicotínico; Poliacetilenos.

Usos Medicinais e Benefícios para a Saúde

As utilizações terapêuticas do Cardo-santo remontam à Idade Média onde era introduzida em processos terapêuticos contra a peste.

Tendo propriedades cicatrizantes, antibacterianas, fortificantes e estimulantes para a secreção humana hoje em dia as suas indicações terapêuticas passam por ser um forte aliado no combate à perda de apetite, um facilitador de digestão, um fortalecedor de memória e um eficaz cicatrizante, asma, gripe, gota e icterícia inclusivamente. É por ter cnicina (princípio amargo) na sua composição que também estimula as glândulas que segregam os sucos do intestino delgado e os sucos digestivos no estômago.

Contra Indicações

O uso do Cardo-santo é absolutamente contra indicado a indivíduos que possuam alergias a plantas compostas como a alface, chicória, alcachofra e escarola.

Chá de Cardo Santo

Para a preparação da tisana deve juntar o equivalente a duas colheres de sopa da erva para cada 500ml de água a ferver e deixar repousar a mistura, pelo menos cinco minutos antes de a ingerir. A ingestão da tisana deve ser feita consoante a necessidade terapêutica, isto é, deve tomar antes das refeições como aperitivo ou depois das refeições como eupéptico.

Como reações adversas verificam-se diarreias e vomitos e ingerido em doses altas pode provocar queimaduras ligeiras no zona do esófago e da orofaringe.

Outros Nomes pelos quais também é conhecida esta planta

Argemone mexicana, erva-de-cardo-amarelo, papoula-de-espinho e papoula-do-méxico.