Causas e Fatores de Risco de MRSA – Staphylococcus Aureus Resistente à Meticilina

O MRSA ou Staphylococcus Aureus Resistente à Meticilina é uma infecção causada por estirpes de bactérias que desenvolveram uma resistência aos antibióticos utilizados.

Como se espalha e transmite a MRSA

As bactérias Staphylococcus Aureus Resistentes à Meticilina são geralmente transmitidas através do contacto pele-a-pele com alguém que já é portador da infecção MRSA. As bactérias também podem espalhar-se através do contato com toalhas, lençóis, roupas, curativos ou outros objetos que foram usados ​​por uma pessoa infectada por MRSA.

A infecção por MRSA pode sobreviver durante longos períodos em objetos ou superfícies, como maçanetas, pias, pisos e equipamentos de limpeza, pelo que é aconselhável fazer uma limpeza dos mesmos regularmente.

MRSA em hospitais

É mais comum alguém ser infetado com Staphylococcus Aureus Resistente à Meticilina enquanto se está no hospital. Isso ocorre porque as pessoas no hospital:

  • Muitas vezes têm algum ponto fraco que permite a entrada de bactérias no seu corpo, tal como uma ferida operatória, uma queimadura, cateter (tubo usado para drenar a urina) ou um tubo intravenoso. Se um paciente que está colonizado por bactérias MRSA toca na sua ferida, pode infetar-se a si próprio;
  • Tendem a ser mais velhas e têm problemas de saúde mais complexos do que a população em geral – o que os torna mais vulneráveis ​​à infecção;
  • Estão cercadas por um grande número de pessoas, entre pacientes e funcionários – o que torna mais fácil as bactérias se espalharem de uma pessoa para outra, ou de uma pessoa para um objeto e, em seguida, para outra pessoa.

Fatores de risco

Você pode ter um risco elevado de contrair MRSA no hospital, se tiver:

  • Um sistema imunológico enfraquecido, por exemplo, idosos, recém-nascidos e pessoas com uma fraca condição de saúde de longo prazo, tais como diabetes tipo 2;
  • Uma ferida aberta;
  • Um cateter;
  • Uma queimadura ou corte na pele;
  • Uma doença de pele grave, como uma úlcera na perna ou psoríase;
  • Acabado de sair de uma cirurgia;

As Infeções pelo Staphylococcus Aureus Resistente à Meticilina geralmente desenvolvem-se em pessoas que estão a ser tratadas no hospital, particularmente pacientes em unidades de terapia intensiva e em enfermarias cirúrgicas.

MRSA na comunidade

A MRSA contraída fora dos hospitais é conhecida como MRSA adquirida na comunidade (CA-MRSA). É muito menos comum do que o HA-MRSA (MRSA adquirida no hospital). No entanto, nos últimos anos o número de casos tem vindo a aumentar e pode continuar a aumentar no futuro. Os seguintes fatores aumentam o risco de contrair CA-MRSA (MRSA associado à comunidade):

  • Viver num ambiente muito lotado – por exemplo, uma base, prisão ou uma residência de estudantes;
  • Ter contatos frequentes pele a pele – foram relatados surtos de CA-MRSA em pessoas que praticam desportos de contato, como é o caso do rugby.
  • Molestar a pele – este é mais vulnerável à infecção, como as pessoas que injetam regularmente drogas ilegais, como é o caso da heroína;
  • Itens contaminados, assim como superfícies – lugares onde muitas pessoas partilham utensílios, ferramentas ou superfícies onde muitas pessoas possam vir a tocar;
  • Falta de limpeza – podem ocorrer surtos de MRSA em pessoas sem abrigo ou em pessoas em serviço militar ativo que têm acesso limitado aos serviços de limpeza;
  • Uso precipitado de antibióticos.