Colesterol LDL

O colesterol LDL é, na maior parte das vezes, denominado apenas de colesterol, mesmo que seja em erro, já que o colesterol é a combinação do LDL e HDL, enquanto que um é bom para a saúde, o outro é mau e pode mesmo vir a trazer complicações futuras.

O colesterol LDL é aquele que os pacientes podem considerar o mau, isto é, aquele que quando apresentam níveis elevados no sangue, causam preocupações e mesmo outros problemas de saúde, nomeadamente ligados ao sistema cardíaco.

Quando os níveis de colesterol LDL são elevados, a acumulação de gordura nas paredes interiores das artérias é muito mais comum, dificultando bastante a movimentação natural do sangue e com isso, o risco de doenças cardíacas torna-se ainda mais evidente.

Existem valores de referência que os pacientes devem ter em consideração para saber se o seu colesterol está alto ou normal, podendo até necessitar de um tratamento específico para baixar os níveis e evitar ao máximo as complicações cardíacas que podem aparecer.

O colesterol, nomeadamente o colesterol LDL, está em muito ligado ao estilo de vida que os pacientes adoptam para o seu dia-a-dia, nomeadamente no que diz respeito à alimentação, à vida sedentária e até aos vícios que podem ter, sendo que estes três factores são até considerados os principais factores a ter em atenção para evitar o colesterol no sangue.

Na maioria dos casos, salvo os casos em que a doença evoluiu de forma exponencial, mudanças de hábitos e adopção de um estilo de vida saudável é o suficiente para manter o colesterol LDL dentro dos níveis normais e evitar a maioria dos problemas.

Colesterol LDL Alto

O colesterol LDL alto é um dos problemas mais comuns da sociedade de hoje em dia, muitas vezes denominado como o colesterol mau, é o responsável pela acumulação e formação de placas de gordura, muitas vezes resultante de uma má alimentação, nas artérias do coração ou mesmo do cérebro, fazendo assim com que a circulação sanguínea seja dificultada e muitas vezes deficiente, podendo causar diversos problemas sérios, como é o caso do infarto ou mesmo acidente vascular cerebral.

Leia Também  Causas de Aneurisma da Aorta Abdominal

Existem diversos factores que influenciam esta situação, sendo que os mais comuns é a hereditariedade, o sedentarismo, a má alimentação e até a idade, sendo que neste último caso, pode ser ultrapassada pela adopção de um estilo de vida saudável.

Infelizmente, o colesterol é um problema de saúde silencioso, isto é, raramente apresenta qualquer tipo de sinais e sintomas, a menos que esteja já num estado avançado.

No que diz respeito ao tratamento, na maioria dos casos, o mais eficaz remete apenas a mudanças de hábitos e adopção de um estilo de vida o mais saudável possível, nomeadamente a nível de mudanças alimentares, preferindo alimentos sadúaveis e comidas mais leves do que a típica alimentação mediterrânica.

É importante também juntar a tudo isso a prática de exercício físico de forma regular, de preferência com ajuda e aconselhamento profissional, sendo que em alguns casos poderá também ser necessário a toma de medicação específica, sempre prescrita e aconselhada por um médico especializado no assunto.

Para referência, os pacientes devem conhecer previamente quais são os valores de referência para o colesterol LDL. O valor de referência é de 130mg/dl, no entanto a maioria dos médicos especialistas aconselha sempre que os pacientes tenham o colesterol abaixo de 100 mg/dl, principalmente nos pacientes que têm algum tipo de factores que influenciem o risco de outras doenças, nomeadamente os hipertensos e diabéticos.

Sintomas e Consequências de Colesterol LDL Alto

Como já foi dito, o colesterol LDl alto não apresenta qualquer tipo de sintomas, sendo muitas vezes mencionado como uma doença silenciosa, que apenas dá sinal da sua existência quando a evolução é tão grande que pode mesmo vir a causar outros problemas.

Assim, é aconselhável que os pacientes que tenham os factores de risco elevados (má alimentação, vida sedentária e vícios) façam exames de rotina para controlar os níveis de colesterol LDL e até os totais, aconselhando-se sempre que os exames sejam feitos dois em dois anos, apenas os pacientes com riscos associados o devem fazer anualmente, evitando a evolução do problema.

Leia Também  Infarto em Jovens - Quais as Causas e Principais Sintomas

A falta de exercício físico e uma alimentação completamente desregrada, como a inclusão de refrigerantes diariamente e a existência de comidas fritas, carnes gordas e muitos doces, é um dos maiores indícios da possibilidade de existência do problema.

Como maior consequência do colesterol LDL alto estão as doenças cardíacas, principalmente devido à acumulação de gordura nas paredes das artérias, nomeadamente nas que têm uma função vital no nosso organismo.

Geralmente níveis elevados de colesterol no organismo significam que existe já uma grande percentagem de gordura no sangue, o que poderá indicar uma fase seguinte de outros problemas de saúde devido à fraca circulação de sangue que leva oxigénio aos maiores e mais importantes órgãos do nosso organismo, como o coração e o cérebro.

Dicas para manter o colesterol LDL no nível certo

Manter o colesterol LDL no nível certo pode ser meio caminho para prevenir ataques cardíacos e outras doenças semelhantes, pelo que poderá ser possível retardar, interromper ou até reverter a situação de acumulação de gordura nas paredes das artérias, no entanto para tal é necessário estabelecer algumas alterações no seu dia-a-dia e alterar os seus hábitos.

Uma das maiores e mais importantes preocupações que o paciente deverá ter é para com a sua alimentação, sendo que não é necessário deixar de comer o que gosta, apenas fazer alguns ajustes e evitar alguns alimentos específicos. Assim, a dieta aconselhada pela maioria dos médicos especialistas é baseada nas seguintes indicações:

– o paciente deverá limitar ao máximo a quantidade ingerida de gorduras saturadas, existente nas carnes vermelhas e na pele das aves, assim como no leite e seus derivados, como as natas, a manteiga e os iogurtes

– o paciente deverá também limitar ao máximo a quantidade ingerida de gorduras trans, existente nos óleos vegetais e nos alimentos confeccionados nos mesmos, como os salgados de pacote e as batatas fritas;

Leia Também  Diabetes - Tratamento, Causas, Sintomas, Complicações e Prevenção

– é também indicado que o paciente reparta a sua alimentação por 6 refeições diárias, no mínimo, em vez de 3, conseguindo assim ingerir menos alimentos por cada refeição e permitindo que seja possível manter o peso saudável;

– os pacientes devem também privilegiar a ingestão de fibras na sua alimentação, como a aveia, a maçã e o feijão, pois serão bastante úteis para o bom funcionamento do organismo e para manter o colesterol LDL no nível correcto;

– é importante que os pacientes tenham uma dieta rica em frutas, legumes e verduras, no entanto no caso das frutas devem evitar ao máximo os frutos vermelhos, pois na sua composição têm uma grande quantidade de açúcar;

– as carnes magras e os alimentos ricos em ómega 3,6 e 9 são também indicados para quem quer manter o colesterol LDL baixo e aumentar o colesterol HDL;

Por outro lado, a prática de exercício físico é essencial para que a sua dieta tenha a função desejada, no entanto também aconselhável que toda esta prática de exercício físico seja feita de forma gradual e sempre acompanhada por especialistas, principalmente para os pacientes que nunca tiveram esse hábito, para que o organismo não tenha um grande choque.

Por último, em alguns casos o paciente poder necessitar de um tratamento à base de medicamentos, que ajudam a que uma dieta equilibrada e a prática de exercício físico tenham os resultados esperados.

É também importante e muitas vezes pedido aos pacientes que abdiquem por completo do vício do tabaco, quando o têm, pois aumentam drasticamente os riscos de saúde do organismo.

loading...

08. Agosto 2014 by admin

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Required fields are marked *