Como Funcionam os Antidepressivos

O funcionamento dos antidepressivos consiste em aumentar o nível de substâncias químicas, denominadas de neurotransmissores, no cérebro. Os neurotransmissores são “mensageiros químicos” que são usados para transmitir sinais entre as células nervosas. Acredita-se também que  os antidepressivos tenham um papel muito importante no humor.

Alguns exemplos de neurotransmissores que têm como efeito melhorar o humor incluem a:

  • Serotonina;
  • Noradrenalina;
  • Dopamina.

O papel que os neurotransmissores têm nas causas da depressão (e outras doenças mentais), é ainda pouco entendido. Contudo, muitos especialistas concordam que a depressão não é simplesmente o resultado de um equilíbrio químico do cérebro. A Depressão é uma doença complexa com muitos fatores contribuintes.

Enquanto que os antidepressivos tratam os sintomas da depressão, pelo contrário, não tratam necessariamente as suas causas. É por esta razão que geralmente os antidepressivos são usados em combinação com outras terapias, de forma a tratar depressões moderadas ou severas, ou outras doenças mentais, tal como o transtorno obsessivo-compulsivo (TOC) ou distúrbio obsessivo-compulsivo (DOC).

Aumentar os níveis de neurotransmissores é um processo gradual, e por isso, a maioria das pessoas necessitam de tomar estes medicamentos entre duas a quatro semanas até sentirem qualquer melhoria nos seus sintomas. O aumento dos níveis de neurotransmissores pode interromper os sinais de dor enviados pelos nervos, o que pode levar que nalguns casos de pacientes com dor crónica, estes sintam alívio nos seus sintomas com a toma de alguns antidepressivos.

neurotransmissão serotonérgica

» Fique a saber Para que Servem os antidepressivos.