Complicações da Leucemia Linfoblástica Aguda

Ter um sistema imunológico enfraquecido é uma complicação bastante comum da leucemia aguda. Mesmo quando o sangue tenta restabelecer a ordem normal de funcionamento, muitos dos medicamentos usados ​​no tratamento da leucemia aguda têm o efeito colateral de enfraquecer o sistema imunológico e causar alguns problemas como a infertilidade.

Ter o sistema imunitário “imunocomprometido” significa que o paciente nesta fase está mais vulnerável ao desenvolvimento de infecções, e qualquer infecção que inicie tem um maior potencial de causar graves complicações. Em alguns casos o paciente é aconselhado a tomar antibióticos de forma regular para evitar infecções.

O paciente deve evitar o contato com pessoas que tenham algum tipo de infecção, mesmo que seja um tipo de infecção a que estava anteriormente imune, como a catapora (varicela) ou sarampo. Isto porque a imunidade a estas doenças pode ter sido suprimida (a pessoa já não é imune a essas doenças).

Embora seja importante estar ao ar livre regularmente, tanto para se exercitar, como para o seu próprio bem-estar psicológico, o paciente deve sempre evitar os locais de grandes aglomerados e não usar os transportes públicos durante as horas de ponta.

É muito importante o paciente comunicar imediatamente eventuais sintomas de infecção ao médico de família. Isto porque pode ser necessário tratamento imediato para evitar possíveis complicações graves.

Os sintomas da infecção incluem:

  • temperatura elevada (febre) de 38C (100.4F) ou superior
  • dor de cabeça
  • dores musculares
  • diarreia
  • cansaço

É necessário garantir que todas as vacinas estão atualizadas. O médico de família será capaz de aconselhá-lo/a sobre isso. Existe sempre alguma vacina que fica esquecida, como algumas das seguintes, que contêm partículas ativadas de vírus de bactérias:

  • vacina Tríplice viral contra caxumba (parotidite infecciosa ou papeira), sarampo e rubéola
  • vacina contra a poliomielite
  • vacina oral contra a febre tifóide
  • vacina BCG (usada contra a tuberculose)
  • vacina contra a febre amarela

Sangramento

O paciente com leucemia aguda, geralmente tem sangramentos e nódoas negras com maior facilidade, devido aos baixos níveis de plaquetas (células formadoras de coágulos) no sangue. O sangramento pode por vezes ser excessivo quando ocorre. A hemorragia pode ocorrer:

  • no interior do crânio (hemorragia intracraniana)
  • dentro dos pulmões (hemorragia pulmonar)
  • no interior do estômago (hemorragia gastrointestinal)

Os sintomas de uma hemorragia intracraniana incluem:

  • dores de cabeça fortes
  • torcicolo
  • vômitos
  • alteração do estado mental, tais como confusão

Os sintomas mais comuns de hemorragia pulmonar são:

  • tosse com sangue no nariz e boca
  • dificuldades respiratórias
  • um tom de pele azulada (cianose)

Os dois sintomas mais comuns de hemorragia gastrointestinal são:

  • vomito com sangue
  • fezes muito escuras

Todos os três tipos de hemorragias abordados devem ser considerados como emergências médicas. Chame o 112 e solicite uma ambulância se suspeitar que está com uma destas 3 hemorragias.

Infertilidade

Muitos dos tratamentos utilizados para o tratamento da leucemia aguda podem causar infertilidade. A infertilidade é muitas vezes temporária, embora em alguns casos, possa ser permanente. As pessoas que estão em maior risco de se tornarem inférteis (estéreis) são aquelas que receberam doses elevadas de quimioterapia e radioterapia como preparação para o transplante de medula óssea ou transplante de células estaminais.

A equipa médica será capaz de fornecer uma boa estimativa sobre o risco de infertilidade consoante as circunstâncias específicas de cada paciente. Se você está na fase de tratamento, questione os médicos que o/a acompanham sobre este assunto.

Pode ser possível evitar o risco de infertilidade antes de começar o tratamento. Por exemplo, os homens podem armazenar amostras do seu esperma. Da mesma forma, as mulheres podem também armazenar embriões fertilizados, os quais podem ser colocados de novo no útero a seguir ao tratamento.

Saiba mais sobre Leucemia linfoblástica Aguda.

complicações da Leucemia e seus tratamentos