Inchaços e Edemas – Causas, Tipos e Tratamento

Os edemas, também conhecidos por inchaços, resultam basicamente de um armazenamento excessivo de líquidos no organismo, especialmente água, em determinadas áreas do corpo, ou então, de forma generalizada.

Neste artigo iremos explicar o que são os edemas, os vários tipos de edema, como se formam, as suas causas, e ainda, como é feito o seu tratamento.

edema inchaço nos pés

Foto acima: Profissional de saúde verifica a existência de edema usando apenas as mãos e a visão, aplicando pressão com os polegares sobre os pés, pernas e rosto da criança de forma a ver a gravidade do edema da criança. É um método simples, porém, bastante eficaz para detectar algum inchaço anormal.

O que são edemas (inchaços)

Um edema é o inchaço resultante de um aumento do líquido intersticial, numa área localizada, seja num tecido ou num órgão. Este aumento de líquido nos tecidos ocorre sobretudo pela alteração da pressão oncótica e hidrostática, fazendo com que uma solução aquosa de proteínas e sais minerais saiam dos vasos, passando para os tecidos.

Os edemas localizados podem ocorrer em qualquer parte do corpo, mas é mais visível quando aparece nas pernas. Contudo, elas podem aparecer em qualquer órgão, havendo por exemplo edema cerebral, edema de língua, edema pulmonar, entre outros.

Quando o edema não se limita a uma determinada região, ocorrendo por todo o corpo, então estamos perante um edema generalizado.

Tipos de edema

Existem essencialmente três tipos de edema, que se distinguem principalmente na composição do líquido acumulado, mas também, pela sua origem:

Edema comum: este tipo de edema é geralmente generalizado, sendo o líquido acumulado constituído por uma solução composta por água e sal.

Mixedema: este tipo de edema é localizado, e ocorre em situações de hipotireoidismo, sendo caracterizada por um aspeto baço na pele, e ainda, por ser duro. O líquido acumulado é composto por água, minerais e proteínas produzidas nesta doença.

Linfedema: este tipo de edema é também localizado, e o líquido acumulado é linfa. A linfa acumula-se devido à obstrução ou destruição dos canais linfáticos. Devido à localização dos gânglios linfáticos, é mais comum este edema localiza-se nos membros superiores, como os braços.

Formação de um edema

Existem vários processos que levam ao surgimento de inchaços no corpo.

1 – Os vasos sanguíneos são naturalmente permeáveis, de forma a permitir a troca de substâncias entre as células e o sangue, e entre este e os alvéolos pulmonares. Esta permeabilidade permite também a passagem de células, bactérias e líquidos.

Leia Também  Varizes e Alimentação: Cuide-se com estas 5 Dicas de Dieta

Assim, durante uma inflamação (Leia: Inflamação – O que é, Evolução, Tipos,  O que é um abscesso), de forma a permitir a passagem mais fácil das células imunitárias, como os glóbulos brancos, esses poros ficam mais abertos, permitindo também a passagem de água do plasma para o espaço intersticial (espaço entre os vasos e as células), provocando o edema.

varizes nas pernas2 – Na circulação sanguínea, as artérias levam o sangue do coração para todos os pontos do corpo, de forma a levar às células as substâncias necessárias para funcionar, ou então, levando sangue venoso aos pulmões, de forma a libertarem o dióxido de carbono e vapor de água, recebendo em troca oxigénio, para ser levado para as células.

No entanto, se o sangue nas artérias movimenta-se através do bombeamento do coração, chegando aos capilares, ele tem que regressar ao coração. Esse regresso é feito através das veias.

No entanto, se alguma obstrução ocorrer nas veias, impedindo o normal fluxo sanguíneo, a pressão venosa aumentará. Isto irá fazer aumentar a pressão hidrostática, que é basicamente a pressão que o sangue faz sobre as paredes da veia.

Com a acumulação de sangue, e com o aumento da pressão hidrostática, irá ocorrer o extravasamento dos líquidos para os tecidos, provocando um edema. Um dos exemplos são varizes nas pernas, em que existe uma insuficiência venosa nos membros inferiores.

Além da obstrução da veia, esta acumulação de sangue pode também ocorrer devido a um funcionamento deficitário do coração, que não consegue fazer o sangue circular de forma adequada, fazendo com que o sangue se acumule nas veias. Como a maioria das veias leva o sangue no sentido contrário à gravidade, muito tempo em pé tende a piorar a situação, melhorando depois de algum tempo em descanso, com as pernas na horizontal.

3 – Outra situação que pode resultar em edema é quando o sangue diminui a sua viscosidade, devido à redução do nível de proteínas no sangue. O nível de viscosidade no sangue é também chamado de pressão oncótica, que irá ter uma ação oposta da pressão hidrostática. Assim, com a diminuição da viscosidade do sangue, a pressão oncótica também diminui, favorecendo a fuga de líquidos para o espaço intersticial. Desta forma, numa situação normal, há um equilíbrio entre a pressão oncótica e hidrostática, que impedirá o extravasar dos líquidos.

Quando esse equilíbrio desaparece, um edema é formado. Se começar a sofrer de uma doença que altere a concentração de proteínas no sangue, como por exemplo a síndrome nefrótica, a pressão oncótica diminuirá, formando-se edemas. Como este problema irá afetar todo o sangue, este edema será generalizado.

Leia Também  Tratamento para aneurisma da aorta abdominal

4 – Por vezes, no decorrer de um câncer, obesidade mórbida, ou ainda, devido a alguma cirurgia, nomeadamente a retirada de gânglios da zona das axilas ou uma mastectomia, ocorre uma obstrução nos vasos linfáticos, que irá provocar uma acumulação de linfa. Esta acumulação acabará por extravasar para os espaços intersticiais, formando-se um edema. Este género de edema é mais raro que os restantes.

Causas dos Inchaços e Edemas

Como vimos atrás, há várias causas possíveis para a formação de um edema, estando principalmente relacionados com a diminuição da pressão oncótica, aumento da pressão hidrostática, aumento da permeabilidade das paredes dos vasos sanguíneos, e por fim, e menos comum, devido à obstrução de vasos linfáticos. De seguida, apresentamos as doenças que podem provocar estas situações, que resultam em edemas.

As doenças que provocam a diminuição da pressão oncótica são: doenças crónicas, síndrome nefrótica (Leia: Proteinúria, Urina Espumosa – Causas, Tratamento, Tipos e Síndrome Nefrótica), e doenças hepáticas, entre as quais a cirrose. Uma nutrição desequilibrada pode também causar esta diminuição.

A doença hepática grave (cirrose) resulta de um aumento na retenção de líquidos. A cirrose também conduz a níveis reduzidos de albumina e outras proteínas no sangue. A síndrome nefrótica pode resultar em edema grave nas pernas, e às vezes edema no corpo inteiro (anasarca).

As doenças que provocam o aumento da pressão hidrostática são: insuficiência renal, insuficiência cardíaca e insuficiência venosa, e ainda, a trombose venosa. Quando o coração enfraquece e bombeia o sangue de forma menos eficaz, o fluido pode acumular-se lentamente, gerando edema nas pernas. Se o acúmulo de líquidos ocorrer muito rapidamente, pode ocorrer um (edema pulmonar). A gravidez pode também causar este aumento da pressão hidrostática.

Edema e Gravidez: O inchaço nas pernas leve é bastante comum durante a gravidez. Isto acontece devido a um aumento no volume de sangue durante a gravidez e na pressão do útero quando em crescimento. No entanto, existem algumas complicações graves que podem ocorrer durante a gravidez, como a trombose venosa profunda e pré-eclâmpsia (toxemia gravídica), que também podem provocar edema.

As doenças que podem contribuir para aumentar a permeabilidade das paredes dos vasos sanguíneos são: inflamação, sepse, reação alérgica, e ainda, em casos de queimaduras graves.

Por fim, as doenças que podem causar a obstrução dos vasos linfáticos são: cancro, obesidade mórbida, elefantíase, e ainda, hipotireoidismo grave. A retirada dos gânglios linfáticos, principalmente na zona das axilas, também poderá causar essa obstrução.

Edema cerebral

Este trata-se de um Inchaço no cérebro que pode ser causado por um traumatismo craniano, baixos niveis de sódio no sangue (hiponatremia), tumores cerebrais, ou uma obstrução na drenagem dos líquidos (hidrocefalia). Dores de cabeça, confusão e perda de consciência podem ser sintomas de edema cerebral.

Leia Também  Remédios Caseiros Para Varizes

Medicamentos que causam inchaço

Existem vários medicamentos que podem causar edema, incluindo:

– AINEs ou NSAIDs (anti-inflamatórios não-esteroides) Ex: (ibuprofeno, naproxeno)

– Bloqueadores dos canais de cálcio

Corticoides (prednisona, metilprednisolona)

– Pioglitazona e rosiglitazona

– Pramiprexole

Edema idiopático

Por fim, iremos ainda abordar um tipo de edema, muito comum, denominado edema idiopático. Ele tem este nome pois são edemas dos quais não se conhecem as causas. Afeta mulheres em idade adulta, entre os 20 e os 50 anos, e que normalmente estão a realizar uma dieta de emagrecimento.

Pensa-se que o facto de haver bastantes restrições alimentares altere a concentração de vários nutrientes no sangue, que desequilibrará a tal relação entre a pressão oncótica e hidrostática. No entanto, estudos recentes indicam várias outras possíveis causas, tais como a secreção de hormonas, que têm a capacidade de reter água e sal, permanência prolongada em pé, funcionamento incorreto da circulação venosa e linfática, e ainda, problemas psicológicos ou de estresse, que desregulam a produção de hormonas femininas.

Tratamento

Tendo em conta que um edema tem uma origem por trás, para tratar o inchaço deve-se começar por corrigir essa origem. Depois, de forma a contribuir para o desaparecimento do edema, deve-se tomar medicamentos diuréticos que ajudarão o corpo a libertar a água em excesso. Quando a acumulação de líquidos é demasiado grande, podem ser feitas algumas sessões de drenagem linfática, sendo apenas necessária anestesia local.

Tal como referido o tratamento do edema, muitas vezes significa o tratamento da causa subjacente a esse inchaço. Por exemplo, as reacções alérgicas que causam edema podem ser tratadas com anti-histamínicos e corticosteróides. O edema resultante de uma obstrução no escoamento de fluido pode ser tratado, por vezes, ao eliminar essa obstrução:

– Um coágulo de sangue na perna é tratado com anticoagulantes.

– Um tumor que está a obstruir um vaso sanguíneo ou linfático pode por vezes ser reduzido em tamanho ou eliminado através de cirurgia, quimioterapia ou radioterapia.

Um edema no pé relacionado com insuficiência cardíaca congestiva ou doença hepática, pode ser tratado com diuréticos, como referido acima, Ex: furosemida (Lasix). Quando a saída de urina aumenta, mais fluido escoa para a corrente sanguínea. Manter alguma restrição de sódio (sal) na dieta também irá ajudar a limitar a retenção de líquidos associada á insuficiência cardíaca ou doença hepática.

loading...

06. Maio 2013 by admin

Comentários no Forum (19)

  1. apareceu uma bola atrás do joelho esquerdo,a origem pode ser uma queda há uns cinco anos atrás?

  2. Fui operada à 12 anos a um cancro do colo do útero, de onde me retiraram os gânglios linfáticos. Fiz radioterapia e braquiterapia, após meio ano, apareceu-me um edema na perna esquerda. Tomo uma injeção por mês de lentocilim 633, mas já não sinto quase efeito. Faço seções de pressoterapia com massagem de drenagem linfática e também pouco resulta. Será que há mais alguma coisa que eu possa fazer? Tenho a perna cada dia mais inchada, irei perder o andar?

  3. fiz um cirurgia de varizes , tirei a safena da perna direita até a virilha e a da esquerda do joelho pra baixo, faz 23 dias , e as pernas ficam inchadas abaixo do joelho até a canela só na parte da frente das pernas , estou usando meias . é normal por ter pouco tempo de cirurgia .

  4. Como tratar o edema idiopático? Meus pés estão inchando todos os meses próximo a chegada da menstruação,é possível ver a presença d’agua acumulando no peito do pé,e sensação de peso nas pernas e nos pés,o médico prescreveu HIDRION,porém eu li que tratar esse tipo de edema,coisa diurético só piora.

  5. eu cai da escada e ai bati a perna e fui ver uns dias q tinha tipo um burraquinho e tbm uma bola e n qer sumir eu n qero ir no medico o que devo fazer pra sumir essa bola

  6. Estou com edemas nas pálpebras,nos pés e pernas,já fiz dopler das pernas e só deu que tenho varizes,fiz dopler do coração e não deu nada fiz exames de sangue da tireoide,dos rins e do fígado e não deu nada.A principio meus edemas eram provenientes de medicação tomava diurético resolvia,depois os diréticos passaram a não resolver,agora já não posso tomar nenhum de erva e nem suco de limão em jejum que fico inchada,não sei qual especialista procurar,pode me ajudar?

  7. Meu filho fez uma cirurgia de fimose a 45 dias ,deu um edema no prepucio o medico falou que não e comum mas acontece,teremos que observar ate 6meses após a cirurgia.me fale um pouco disso morro de medo de ter que volta pra correção cirúrgica.

  8. minha mãe, colocou prótese no colo do fêmur. o médico deu alta nsem prescrever medicamentos contra embolia e trombo.
    está com inchaço nas pernas e expelindo muita secreção.
    como deverei proceder para evit\ar o pior. ?

  9. Minha mãe fraturou o colo do fêmur e teve qu colocar prótese.agora já em casa ,está co edema nas pernas e expelindo pelos poros muita secreção
    perdeu completamente o tônus muscular -não há controle nas necessidades fisiológicas-
    diga-me por favor tem alguma relação com trombo ou embolia pukmonar- o médico não prescreveu nenhum tipo de medicamento para iiso- por gentileza como se deve proceder ?

  10. Olá Dr. Cláudio!
    Boa tarde!!!!
    Tenho um amigo que sofre de ferida isquêmica em membros inferiores, após tratamento com massagens e hidratação associado a medicamentos locais e enfaixamento compressivo começou a minar linfa através dos poros e bolha d’água nos braços,sinceramente não sei o que fazer… Nos ajude. Obrigada

  11. Socorro! Fiz todos os exames : rx torax,ultrassom abdominal ,vaginal,exame de sangue. Todos deram normais compativeis com meus 61 anos,menopausa. Tenho alimentação balanciada ,diurese normal e exame ainda assim edema generalizado leve,e grande aumento da circunfrencia adominal , diurese intensa 2em 2 horas no exame normal . socorro!

  12. Por favor quero um contato da clinica por que eu incho demais queria passar em uma consulta.

  13. Meu filho tem sete meses e foi diagnosticado em dezembro 2013 com 3 meses um efedema no braço esquerdo dele. O medico a priori passou fisioterapia, drenagem linfatica para o mesmo fazer.. A minha pergunta é:
    Esse é o unico tratamento que ele pode fazer? Nao tem remedio que possa ajudar para melhorar o acumulo de liquido no braço dele, ele ja fez mas de 20 sessoes ate o momento e nao obtivemos grandes resultados…Fico no aguardo

  14. 1o que sdria edema nos tecidos de parges mole s devendo considerar a possibilidade de capsulite adesiva e pequeno derrame articular associado a espessamento da membrana sinovial e da capsula articular na região do recesso axilar?

  15. BOM DIA DOUTOR CLAUDIO
    A PAZ DE JESUS
    DOUTOR POR GENTILEZA….MEU PAI TEM 76 ANOS SOFRE DE ISQUEMIA CEREBRAL,TERÇA FEIRA DIA 11 COMEÇOU A APRESENTAR MUITA FALTA DE AR,FOI HOSPITALIZADO POR 7 DIAS,UMA DAS AUXILIARES DE ENFERMAGEM PUNCIONARAM A VEIA DE MEU PAI ERRADO,O SORO ENTROU TD NA PELE,DESDE SÁBADO DIA 15 DE MARÇO MEU PAI COMEÇOU A APRESENTAR UM QUADRO DE INCHAÇO NOS BRAÇOS E PERNAS,SENDO QUE O BRAÇO DIREITO E PERNA DIREITA ESTÃO MAIS INCHADOS…NÃO SEI O QUE FAZER PARA AJUDA-LO….POR FAVOR ME AJUDE,NÃO SEI SE É MELHOR QUE ELE FIQUE DEITADO,OU QUE ELE ANDE,FAÇO MASSAGEM A CADA UMA HORA NO CORPINHO DELE PARA EVITAR QUE OS BRACINHOS E SUAS PERNINHAS COMEÇEM A APRESENTAR FIRIDINHAS…NÃO SEI MAIS O QUE FAZER….POR FAVOR ME AJUDEEEEEEE…..AGURADO VOSSA RESPOSTA O QUANTO ANTES…..MUITO OBG E QUE DEUS O ABENÇÕE GRANDEMENTE…

  16. boa tarde fui operado a coluna lombar faz dois meses mas apareceu me o comprometimento das raizes nervosas de novo so que na ressonanca diz edema no espaco da goteira vertebral, sera isto que me esta a comprimir os nervos da perna? Tenho dores horriveis nao consigo dormir, as dores sao na regia da cicratiz ate a anca atinjindo os nervos da cintura e dores pela perna abaixo estando por vezes o peito do pe inchado e a zona da tibia. Por favor me ajudem que faco

  17. Bom, dia! Estou fazendo uso de anticoncepcional, e estou me sentindo muito inchada. Gostaria de saber, o que posso fazer para eliminar esses edemas? Tomo mais de dois litros de agua por dia, e ainda fazo corrida e pedalo e estou me sentindo um balao. Me ajuda!!!! Obrigado!

    • troque o tipo de anticoncepcional.ou por um tempo deixe de usá-lo.esse medicamento tem como efeito colateral a retenção de liquido no seu organismo.procure um médico, ele indicará algum antidiurético para eliminar esses líquidos.

    • ola, estou super preocupada com a minha mãe… ela é diabetica, hipertensa e outros exames alterados com colesterole frações… e de 2 meses + ou – apresenta edema somente em um pé esquerdo. gostaria que me indicasse um especialista neste caso… sendo que clinico e ortopedista ja foram consultados e deram o diagnostico de osteoporose. abraços e muito obrigada.

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Required fields are marked *