Endermologia

Os tratamentos estéticos e as cirurgias plásticas estão cada vez mais na moda, não porque haja cada vez mais pessoas a tentar melhorar o seu visual, mas sim porque hoje em dia é muito mais acessível financeiramente e os pequenos pormenores que anteriormente as pessoas acabavam por ter que aceitar, hoje em dia podem ser alterados com mais facilidade.

Por outro lado, a facilidade de chegar a esses tratamentos específicos podem também levar a más escolhas por parte dos pacientes, tomando as suas decisões de forma impulsiva, sem conhecimentos básicos sobre os processos a que estarão sujeitos, às possíveis complicações ou até mesmo a alterações que tenham que fazer na sua vida para obter o resultado pretendido.

Existem tratamentos ou procedimentos que visam não só o lado estético, como também os benefícios para a saúde do paciente, sendo que a endermologia não é um desses casos, pois está essencialmente ligada à vertente estética, não estando directamente ligada à saúde do mesmo.

O que é a endermologia ?

A endermologia, também chamada por vezes de endermoterapia ou vacuoterapia, é um processo utilizado nos tratamentos estéticos, que têm como principal objectivo eliminar gorduras localizadas, especialmente na barriga, pernas e braços, no entanto este procedimento é geralmente utilizado para o tratamento da celulite, algo que incomoda bastante as mulheres.

Este procedimento trata-se de uma massagem profunda, associada a tecnologia de ponta que associa o vácuo criado por uma bomba, com manobras específicas, realizadas por especialistas na matéria. Esta técnica surgiu ainda nas décadas de 70 e 80 em França, com tecnologia mais rudimentar, sendo que hoje em dia existem vários aparelhos avançados que realizam o processo com muito mais segurança e com resultados bastante eficazes.

Tudo sobre o processo de endermologia

Este processo é feito através de aparelhos tecnológicos que massajam o corpo, usando a técnica de sucção, sendo que este aparelho é composto por dois rolos que vão deslizando sobre a pele, ajudando a circulação sanguínea e na eliminação de toxinas que vão acumulando.

As massagens são feitas por todo o corpo, com maior incidência onde a celulite é mais comum de aparecer, ou seja, nos braços, pernas e barriga, sempre no sentido do glânglio linfático, através do trajecto que os vasos linfáticos realizam no nosso corpo.

No que diz respeito à zona das pernas, os movimentos são feitos ascendentemente, ou seja da zona da coxa até à virilha, sendo que nos braços o movimento é feito em direcção às axilas, porém na barriga o movimento é feito da zona central para a virilha.

Este processo poderá ser utilizado em praticamente todas as pessoas, desde que acompanhados por esteticistas com formação técnica na área ou fisioterapeutas acreditem ser necessário para realizar o objectivo que o paciente está à procura.

Tendo em conta que não é um procedimento médico, não é necessária uma consulta médica de aconselhamento prévio, contudo é da responsabilidade do profissional indicar ao paciente qual é o grau de celulite existente e qual o melhor tratamento para o caso específico.

A endermologia actua directamente no sistema linfático, activando a sua actividade da forma mais eficaz possível, partindo da drenagem dos líquidos existentes com o aparelho escolhido, estimulando também o colágeno que está localizado na camada mais profunda da pele, produzindo assim fibroblastos, que são fundamentais para ajudar a dar um novo aspecto à pele, nomeadamente no que diz respeito à firmeza da mesma.

Além disso, existe também uma actuação directa no tecido adiposo, conseguindo quebrar as células gordurosas e com isso atrasar o processo de envelhecimento que qualquer pessoa está sujeita.

Por último, mas também extremamente importante, com este processo o paciente tem também direito a uma esfoliação, eliminando células mortas e dando o brilho natural que a pele requer.

A principal acção da endermologia é, sem sombra de dúvidas, o combate directo à celulite, no entanto esta poderá também ser usada em conjunto com outros processos, no combate à gordura localizada, à remoção de cravos ou até mesmo na diminuição de rugas ou outros cuidados necessários de cirurgias plásticas.

Preparação para a Endermologia

Como qualquer processo estético, existe uma série de cuidados de preparação que os pacientes têm que ter, de forma a que haja o mínimo de complicações possível e para que a eficácia do mesmo seja maior.

Assim, neste caso é essencial que a pele esteja completamente limpa, é também aconselhado que o paciente não faça depilação a cera nos últimos dias antes de avançar para o processo, para que a pele não esteja demasiado sensível.

No que diz à alimentação, não existem quaisquer indicações por parte do especialista, já que o tratamento é feito à superfície da pele e não é necessária a administração de anestesia.

Resultados da Endermologia

No caso de graus de celulite mais leves, os resultados do tratamento podem ser definitivos, porém em outros casos poderá ser necessário agregar outros tratamentos, como o caso da subcisão, que é um método cirúrgico que tem como objectivo agir sobre o tecido fibrótico da celulite.

Por outro lado, existem algumas condicionantes que podem alterar os resultados pretendidos com a endermologia, como é o caso da hereditariedade, a adaptação de uma alimentação desiquilibrada, o tabagismo, o sedentarismo ou até outros tratamnetos específicos, como a reposição hormonal.

Em alguns casos específicos, para que os resultados sejam os pretendidos, poderá ser necessário recorrer a tratamentos associados, como é o caso da drenagem linfática, que ajuda na remoção de líquidos retidos, assim como a utilização de tratamentos de ultrassom, infravermelhos ou radiofrequência, ajudando a chegar ao objectivo final.

Contra-indicações da Endermologia

Como qualquer tratamento de beleza, não existem apenas benefícios da sua utilização, havendo também contra-indicações, dependendo da pessoa a que o tratamento é aplicado. Além dos cuidados já mencionados em cima, é importante que os pacientes saibam também quais os possíveis efeitos secundários que podem ocorrer após o tratamento.

Uma das consequências da endermologia é o aumento da circulação sanguínea, por isso podem existir alguns problemas que podem surgir depois do tratamento ser aplicado, nomeadamente a trombose, os problemas de coração, infecções agudas, problemas respiratórios, diabetes ou principalmente, problemas de circulação sanguínea.

Também não é recomendado o uso deste tratamento em zonas do corpo que tenham infecções ou marcas profundas. Os especialistas aconselham também a que as grávidas evitem ao máximo este tratamento, pelos problemas que podem surgir posteriormente.

loading...

19. Setembro 2014 by admin

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Required fields are marked *