Fotos de Implantes Dentários – Antes e Depois

No final do artigo poderá ver a nossa galeria de fotos de implantes dentários antes e depois. Imagens que demonstram os incríveis resultados que se podem obter através deste tratamento realizado na área da Implantodontia (um dos muitos ramos da Odontologia). De seguida iremos escrever um pouco sobre todo o processo de preparação e a fase do pós-operatório.

implantes dentarios fotos antes e depois 8

Preparação e pós-operatório

O processo de implantação dentária é composto por diversas fases, incluindo, para além da cirurgia em si, a fase da preparação e a fase do pós-operatório, ambas extremamente cruciais para o sucesso final desta técnica. Antes de considerar uma cirurgia de implante dentário, é extremamente importante estar bem consciente de todas as implicações que envolvem este procedimento.

(Leia: Complicações Após Colocação de Implantes Dentários).

Dessa forma, poderá, de um modo muito mais consciente, decidir se considera esta como uma opção viável para a resolução do seu problema, e se está ou não disposto a assumir todos os compromissos referentes a cada uma destas fases. Para muitas pessoas, a cirurgia torna-se um fracasso por falharem em respeitar as exigências de algumas fases, como é o caso do pós-operatório, que exige um elevado nível de colaboração entre o paciente e o dentista. Só dessa forma será possível vir a obter resultados verdadeiramente satisfatórios.

De seguida, serão dadas respostas a algumas das questões mais frequentes colocadas por quem tem interesse em submeter-se a uma cirurgia de implantes dentários. Isto ajudá-lo-á a compreender melhor tudo aquilo que acontece durante todo o processo e quais os tipos de cuidados a serem adotados para uma recuperação rápida e confortável.

Existem razões pelas quais o paciente não poderá colocar implantes?

Sem dúvida. Ainda que a esmagadora maioria da população esteja elegível para este tipo de cirurgia e poucas sejam as contra-indicações, a verdade é que continua a haver pessoas com determinados problemas que poderão impossibilitá-las de ter acesso a este tratamento, entre os quais, doenças crónicas, como problemas cardíacos e diabetes. Isto não significa que pessoas com problemas deste género não possam colocar implantes dentários. No entanto, o procedimento terá de ser ligeiramente diferente e envolver cuidados especiais. Mas em casos de doença avançada, o paciente poderá mesmo ficar impossibilitado de se submeter a esta cirurgia.

A ausência de uma boa estrutura óssea maxilar também poderá dificultar imenso a colocação de implantes. Em casos deste tipo, se houver a possibilidade, serão colocados enxertos. Mas em situações em que a estrutura óssea já esteja demasiado danificada, poderá vir a não ser possível a realização da cirurgia. Caso isto aconteça, o paciente será aconselhado a utilizar uma placa dentária removível, pois assim não haverá a necessidade de se efetuar qualquer tipo de perfuração óssea. A solução não é tão boa quanto um implante dentário, por vezes é a única que poderá ser adotada.

Existe a necessidade de internamento hospitalar após uma cirurgia de implante dentário?

A nível geral, não. Após a cirurgia, o paciente já se encontrará apto a regressar à sua rotina diária normal, desde que, é claro, respeite todas as recomendações do seu médico. Um internamento só se poderá dar caso o paciente esteja num estado muito delicado, e por isso precise de ficar sob supervisão médica. Isto acontece quando a cirurgia não corre bem devido a outras complicações de saúde do paciente. Ainda que seja possível acontecer, estes casos são extremamente raros, por isso não há grande razão para temer.

Antigamente o internamento costumava ser prática comum. No entanto, isso está intimamente associado ao facto das técnicas, até há uns anos atrás, não serem muito avançadas, daí a taxa de insucesso ser maior. Hoje em dia as taxas de sucesso situam-se acima dos 95%, chegando mesmo aos 99% em alguns países, o que faz deste um procedimento cirúrgico extremamente seguro.

É necessária alguma preparação?

Sem dúvida. Assim como acontece em qualquer outra cirurgia, não só o paciente será submetido a exames dos mais diversos tipos, como também será instruído a seguir uma dieta adequada e a deixar de fumar e de beber, durante as semanas que antecedem a cirurgia. Seguir estas dicas será de grande importância para a obtenção do sucesso pretendido. Muitas vezes, o fracasso das cirurgias deve-se a uma má preparação por parte do paciente, daí ser vital não negligenciar a importância desta fase. Sem uma boa preparação, a cirurgia será sempre um grande risco.

O paciente costuma sentir dores após a cirurgia?

É raro o paciente sentir dores após a cirurgia. Uma vez que a mesma é realizada na estrutura óssea, que não contém veias nervosas, o risco de se vir a sentir dores, especialmente mais intensas, é praticamente inexistente. No entanto, o inchaço poderá ser um problema bastante comum, e levará alguns dias para passar totalmente. Para combater esta situação, os implantodontistas costumam receitar medicação adequada para o problema. Quando tomada com frequência, a medicação dará origem a um desaparecimento muito mais rápido do inchaço.

Em casos especiais, outros efeitos adversos poderão surgir. No entanto, em mais de 95% dos casos, o inchaço é mesmo o único problema com o qual o paciente poderá vir a debater-se durante a fase do pós-operatório.

Fotos de Implantes Dentários Antes e Depois