Hidrosadenite Supurativa – Tratamento, Sintomas, Causas e Cirurgia

A Hidradenite ou Hidrosadenite Supurativa (também conhecida como acne inversa) é uma doença que afecta as áreas das glândulas do suor (Glândulas apócrinas) e os folículos do cabelo que a longo prazo provoca abscessos e cicatrizes na pele – geralmente em torno das virilhas, nádegas, mamas e axilas.

Não se sabe exatamente o que causa a Hidrosadenite Supurativa (HS), mas a doença está ligada à inflamação das glândulas sudoríparas apócrinas e ao entupimento dos folículos pilosos (estrutura dérmica tegumentar que é constituída por três invólucros epiteliais e é capaz de produzir um pêlo).

As glândulas sudoríparas apócrinas são encontradas em lugares onde temos o maior número de folículos pilosos, o que explica o porquê de a pele nas virilhas e axilas ser afetada. Consulte a secção de causas em baixo para mais informações.

Estima-se que 1% da população mundial seja portadora de Hidrosadenite Supurativa, mas este número pode não ser preciso devido a algumas pessoas que não procuram diagnóstico e tratamento devido à vergonha.

Quais são os sintomas?

A Hidrosadenite Supurativa varia entre os níveis de leve a grave. A Hidradenite Supurativa provoca uma mistura de caroços, cistos, cicatrizes e canais na pele que podem conter pus. Esses nódulos e manchas são encontrados em torno das virilhas e das axilas e, por vezes, sob os seios e em outras áreas (veja abaixo). A Hidradenite Supurativa pode por vezes ser confundida com a acne, foliculite (inflamação dos folículos pilosos) ou doenças sexualmente transmissíveis, como é o caso da tão conhecida herpes.

Alguns dos efeitos podem formar-se devido a infecções por bactérias, causando uma infecção secundária que vai exigir a toma de antibióticos para conseguir ser tratada, fazendo da Hidrosadenite Supurativa uma doença dolorosa.

A doença tende a começar com um nódulo do tamanho de uma ervilha cerca de 0,5 – 1,5 centímetros e desenvolve-se em um só lugar. A qual vai, por conta própria, romper-se depois de algumas horas ou dias, libertando todo o pus que contem. Contudo, é uma “lesão” que pode voltar a aparecer.

Muitas vezes surgem novos nódulos, em um curto espaços de tempo e nas áreas próximas. Se estes não forem devidamente controlados com medicação, podem formar-se maiores e espalhar-se para outras áreas. Podem acabar por se desenvolver extensões (canais) com o nome de seios. Estes seios são pequenos canais localizados sob a pele que se abrem na superfície da pele e podem conter pus.

Esse ciclo continua e podem continuar a reaparecer novos nódulos. A Hidrosadenite Supurativa é uma doença que permanece ao longo da vida e requer uma observaçção constante.

Fases da doença

Os médicos classificam esta doença em três fases distintas:

  • Fase 1 – Um único ou poucos abscessos isolados, sem cicatrizes ou extensões para o seio;
  • Fase 2 – Abscessos recorrentes em mais que uma área e com início de formação nas vias nasais;
  • Fase 3 – Abscessos em zonas generalizadas, com muitos canais (seios) interligados sob a pele. Pode haver grandes cicatrizes e um vazamento contínuo de pus.

Principais áreas do corpo afetadas

A Hidrosadenite Supurativa geralmente afeta a pele nas seguintes áreas:

  • Em torno das virilhas e genitais;
  • Nas axilas;
  • Em torno do anus;
  • Nas nádegas e coxas;
  • Por baixo dos seios.

Os abscessos podem espalhar-se para a nuca e para o pescoço, cintura e interior das coxas. Outras áreas menos isoladas foram também conhecidas como áreas afetadas, incluindo a parte da frente ou de trás das pernas e a área à volta e até mesmo o rosto.

Muitas pessoas com Hidradenite Supurativa desenvolvem um abscesso pilonidal (cisto pilonidal), que é um pequeno orifício localizado na pele geralmente na parte superior das nádegas. Ver foto:

Causas

A causa exata do aparecimento da Hidrosadenite Supurativa não é clara, mas os inchaços e as manchas parecem ser o resultado do bloqueio das glândulas sudoríparas apócrinas e dos folículos pilosos.

O suor fica retido no interior dos canais das glândulas sudoríparas, que incham e que ao quererem rebentar ficam gravemente inflamadas (ver secção dos sintomas acima). No entanto, a doença não é infecciosa e não é causada por uma infecção. E principalmente não está ligada à falta de higiene.

Pensa-se que as Hidradenites Supurativas podem ser causadas ​​por um problema relacionado com o sistema imunitário. De acordo com a British Association of Dermatologists, a doença pode estar ligada à doença de Crohn. Muitos pacientes com Hidrosadenite Supurativa também sofrem de outra doença auto-imune (quando o sistema imunitário ataca as células e tecidos do próprio corpo).

Quem é afetado?

A Hidrosadenite Supurativa geralmente começa em torno da idade da puberdade, mas pode aparecer em qualquer idade. É menos comum ocorrer antes da puberdade ou depois da menopausa, o que leva alguns especialistas a acreditar que os hormônios sexuais têm algum tipo de influência sobre a doença.

Por vezes, a Hidradenite Supurativa corre na família. A doença afeta três vezes mais mulheres do que homens, por razões que ainda não são claras.

Muitas pessoas com Hidradenite Supurativa:

  • São fumadoras;
  • Estão com excesso de peso ou são obesas;
  • Também têm hirsutismo (crescimento excessivo do cabelo) e/ou acne, ambos os quais estão ligados com os níveis de hormonas sexuais produzidas pelo organismo.

Pelo que fumar e ter excesso de peso ou ser obeso torna as pessoas mais susceptíveis de contrair Hidrosadenite Supurativa ou de agravar a mesma.

Mudanças no estilo de vida

  • É recomendado que você perca o excesso de peso e pare de fumar caso fume – isso pode levar a uma melhora nos sintomas dentro de alguns meses;
  • Vestir roupas largas para reduzir o atrito contra a sua pele. Evite raspar (esfoliar) a pele e usar perfume ou desodorizantes perfumados na área afetada.
  • Também é uma boa ideia usar um sabonete anti-séptico para reduzir as bactérias da pele.

Tratamento

A Hidradenite Supurativa pode ser difícil de ser tratada. O objetivo é pegar na doença nos seus estágios iniciais e evitar que ela acabe por se agravar. Pelo que, um diagnóstico precoce é muito importante.

Nos estágios iniciais, a doença pode ser controlada com medicação. Pelo contrário os casos mais graves e persistentes podem requerer cirurgia. Estes tratamentos são delineados abaixo.

Antibióticos

Se os nódulos forem particularmente dolorosos, vermelhos e escorrem pus, o médico ou especialista pode prescrever um periodo de duas semanas de antibióticos, pois pode haver uma infecção secundária presente.

Você também pode tentar aplicar alguns cremes anti-acne com antibióticos como o fosfato de clindamicina ou a eritromicina, para usar juntamente com o gel de peróxido de benzoíla (um gel com propriedades comedolíticas, que penetra no folículo pilossebáceo, ajudando a dissolver o sebo dos comedões, prevenindo a sua formação ao desbloquear as glândulas).

Algumas pessoas podem necessitar de um longo periodo de antibióticos para controlar os sintomas. Por exemplo, pode ser prescrita uma combinação de rifampicina e clindamicina durante dois a três meses, se a Hidrosadenite Supurativa for grave. Isto traz remissão (um período sem sintomas) para a maioria dos pacientes medicados.

Você também pode tentar tratamentos de penicilina, assim como flucloxacilina e amoxicilina ou co-amoxiclav (Associação amoxicilina/ácido clavulânico).

Os links acima vão levá-lo para mais informações sobre estes medicamentos, incluindo efeitos colaterais e como você deve usá-los.

Corticosteroides

Podem ser prescritos também medicamentos á base de esteróides (corticóides), como é o caso da Prednisona para reduzir a inflamação da pele que foi severamente inflamada. Os corticosteróides podem ser tomados na forma de comprimidos, ou ainda sob a forma de uma injeção diretamente na pele afetada. Os possíveis efeitos colaterais dos corticosteróides são a retenção de líquidos, ganho de peso, constipação e oscilações de humor. Saiba mais sobre os efeitos colaterais dos corticoides (brevemente).

Retinóides

Os retinóides são vitamina A, tais como os medicamentos à base de isotretinoína. Eles não são tão eficazes para a Hidrosadenite Supurativa como são para a acne severa ou rosácea, mas um periodo de toma de 6 a 12 meses pode ajudar a controlar alguns nódulos. A isotretinoína deve ser usada com cuidado, e com o conselho de um especialista. Ela não pode ser tomada durante a gravidez e os possíveis efeitos colaterais incluem boca seca, assim como a pele e os olhos.

Pílula anticoncepcional

As mulheres cuja Hidradenite Supurativa inflama antes do seu período menstrual, podem beneficiar com a toma da pílula anticoncepcional durante 12 meses ou mais. A pílula contém uma versão artificial de estrogênio, o que deve ajudar a reduzir as secreções das glândulas sudoríparas e ajudar a controlar os nódulos.

Ciclosporina

A ciclosporina é um medicamento potente que suprime o sistema imunitário. Para alguns pacientes com Hidrosadenite Supurativa, o medicamento pode aliviar os sintomas durante alguns meses. No entanto, a ciclosporina pode causar problemas nos rins e fígado, vômitos, diarréias, pressão alta e dormência.

Infliximabe e adalimumabe

Alguns medicamentos biológicos como o infliximabe ou o adalimumabe, que também suprimem o sistema imunológico, podem ser prescritos para casos graves de Hidradenite Supurativa. Estas drogas, bastante potentes são muito eficazes, mas igualmente caras. O dermatologista poderá prescrever-las se os outros tratamentos não funcionarem.

O Infliximabe e o adalimumabe são usados através de injeção.O paciente poderá precisar de realizar injeções a cada oito semanas. Os efeitos colaterais destes fármacos incluem doenças do sangue, infecções e cancro nos tecidos. Fale com o seu médico sobre esses efeitos colaterais se você está a pensar tomar este medicamento.

Cirurgia

Pode ser considerada a realização de um procedimento cirúrgico se a Hidrosadenite Supurativa não for controlada com medicação. Se você tiver nódulos muito grandes que não são eliminados com antibióticos, podem ser tidos em conta um dos seguintes tratamentos:

  • Incisão e drenagem ou remoção – retirar a cobertura dos nódulos, fazer a drenagem do conteúdo ou remover os nódulos completamente;
  • Ablação a laser – utilizando um laser para remover os nódulos (ainda não existe nenhum benefício comprovado e é um tratamento experimental);
  • Crioterapia – congelamento (por fora) dos nódulos com nitrogênio líquido;

Perspectiva

A Hidrosadenite Supurativa pode persistir durante muitos anos e pode não existir cura, mas os sintomas podem ser melhorados com o tratamento, se esta for diagnosticada mais cedo.

Nem todas as pessoas com Hidrosadenite Supurativa progridem para a fase 3 da doença – a doença pode ser controlada para que não progrida além da fase 1. No entanto, a doença pode afetar a vida do doente de muitas maneiras. Rotineiramente, ter de realizar a mudança dos pensos e viver com a dor, desconforto e constrangimento dos sintomas pode afetar a qualidade da sua vida e levar à depressão.

Se está a ter problemas devido à doença, fale com o seu profissional de saúde ou com uma instituição para saber que tipos de apoio estão disponíveis.

Foto de Hidrosadenite Supurativa

loading...

18. Novembro 2013 by admin

Comentários no Forum (23)

  1. To com um caroço debaixo do braço enorme tomei bectasil na adiantou nada

  2. Tenho 33 anos e tenho esses caroços desde 14 anos. Nenhum médico me diagnosticou com nada, e muito desconforto e dor. Não uso mais blusas de alça pois tenho muitas cicatrizes e as pessoas ficam perguntando . Quando não se tem plano de saúde é os especialistas da rede publica não dá muita importância. Só me mandam passar uma pomada chamada verutex quê não causa efeito algum, cansei de preucurar solução é não achar.

  3. Eu tenho 38 anos , se iniciou por volta dos 20 anos e sumiu , mas por volta dos 24 voltou e reapareceram varios, nas virilhas.Procurei muitoss médicos e nenhum sabia me dizer o que era , por volta dos 30 anos foi que achei um medico q disse o que realmente era. Ja estava com cicatrizes, tomei muitos remédios e roacutam por seis meses mas não adiantou nada.Fiz duas pequenas cirurgias e ficaram ótimas, fiquei cerca de uns seis anos sem que elas se manifestassem, e infelizmente tive que fazer mais duas cirurgias, mas ja estão voltando novamente É constrangedor.Me entristece demais.Nem voltei ao medico para dizer q já voltaram.Não tenho problemas com obesidade, sou fumante e sei q isso agrava, e um tia teve nas axilas muitas, fez cirurgias nas duas e nunca mais voltou.Espero um dia me livrar dessa doença que tanto me envergonha.

  4. Eu tive q fazer o procedimento cirurgico,meu axila era saindo pus direto
    Graças a Deus a um ano ñ apareceu mais nada.

  5. Oi meu nome é Camila tenho 17 anos tenho hidradenite supurativa a uns 5 anos, após o uso de um desodorante, tenho entre os seios na virilha e na axila , já fiz varios tratamentos, mt dolorosos até cirurgia e incisão de coiticoide no local varias abesetacil,agora estou fazendo acompanhamento com uma dermatologista que está me ajudando mt estou tomando o remédio roacutan, e está me fazendo mt bem cada dia que passa esta melhorando, espero que de certo, pois é minha unica esperança.

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Required fields are marked *