Levístico

O levístico (Levisticum officinale Koch) é uma planta natural do Irão e da Europa do Sul. A sua introdução na Europa do Norte e Central foi efectuada pelos antigos monges Beneditinos. A utilização desta planta remonta ao século XIV, actualmente o levístico é o principal ingrediente de muitos chás facilitadores da digestão vendidos na Europa e é considerado um tónico estimulante para o aparelho digestivo.

Levisticum officinale

Esta planta possuí um caule quadrado e oco, que na parte superior, se separa em ramos. Os seus rebentos podem crescer até 2m de altura.

O levístico é rico em aninos e alcalóides contribuindo assim para o fortalecer do sistema imunitário e agindo também como um facilitador da digestão. Da sua composição fazem parte ainda óleos essenciais, cumarinas, gomas, resinas, taninos, amidos, sais minerais e vitamina C.

Propriedades Medicinais

As propriedades medicinais do levístico têm origem nas suas qualidades coagolantes, colerética, estomáquica, expectorante, tônica, anestésica, afrodisíaca e diurética.

Indicações e Recomendações de Uso

A planta está indicada para afecções do peito, dor de cabeça por insuficiência renal, cálculo renal, catarro, cistite, dispepsia. É amplamente utilizado em casos de flatulência, azia, enxaquecas, problemas respiratórios derivados de obstrução mucosa sob a forma de tisana e, devido às suas propriedades anti-sépticas e antibióticas é usado em cataplasmas no tratamento irritações de pele, em feridas abertas e em inchaços. Devido à sua acção diurética é recomendado no alivio de problemas nas vias urinárias (não quando exista inflamação ou insuficiência renal), ureia, gota, emenagogo (o que induz a menstruação), falta de apetite e cólicas gastrointestinais.

As suas raízes e folhas são amplamente usadas para fins culinários nomeadamente na preparação de sopas, pratos de peixe e carne e incorporadas em saladas. Também se utiliza para a preparação de bebidas espirituosas e na industria da cosmética, nomeadamente no fabrico de perfumaria (desodorizantes corporais) e em loções de combate a sardas.