Quanto tempo dura um Implante Dentário

Os implantes dentários foram concebidos com o objectivo de simular o mais eficazmente possível as características da dentição natural, coisa que as placas dentárias convencionais, por melhores que sejam, acabam por não conseguir fazer.

implantes dentários

Para além da funcionalidade e resistência que caracterizam os implantes dentários, a durabilidade é, também, outra das principais características pelas quais os implantes se poderão revelar uma alternativa tão viável de reconstrução diária, uma vez que poderão durar muito mais tempo do que qualquer outro tipo de placa dentária.

Fotos Antes e Depois

(Veja a nossa galeria de Fotos de Implantes Dentários Antes e Depois).

O tempo de duração de um implante dentário depende de um vasto número de factores. Ainda que o termo “implante dentário” seja utilizado como referência a todo o trabalho em si, a verdade é que esta técnica é composta por dois componentes essenciais: O implante, propriamente dito, e a prótese, que é inserida no implante. Ambos possuem diferentes níveis de durabilidade.

Implante Dentário

A durabilidade da peça de titânio que constitui o implante costuma andar à volta de 15 anos, para a maioria dos casos. No entanto, existem casos de implantes que duraram mais de 20 anos, o que, apesar de pouco frequente, não é, de todo, impossível. Ainda que as expectativas de durabilidade possam ser extremamente animadoras, a verdade é que só se concretizarão caso o paciente adopte todos os cuidados necessários de higiene oral.

Só assim será possível garantir a preservação do implante durante, pelo menos, 15 anos, sem a ocorrência de quaisquer tipos de problemas. As doenças das gengivas representam o principal factor passível de interferir com a manutenção dos implantes, e por isso vale a pena seguir à risca todas as recomendações que lhe forem dadas pelo seu dentista, relativamente a cuidados de higiene oral.

Prótese dentária

As próteses dentárias, a nível geral, não costumam apresentar a capacidade de durar tanto tempo quanto os implantes dentários. No caso das próteses de resina, a duração média costuma rondar os 10/15 anos. Já as próteses de cerâmica, costumam revelar-se muito mais duráveis, uma vez que poderão manter-se em excelentes condições por 20/25 anos, caso sejam de boa qualidade.

Obviamente que, assim como acontece com os implantes, só será possível usufruir destes períodos de duração caso todos os cuidados de higiene sejam tomados. Negligenciar a importância de uma boa higiene oral acabará por dar origem a diversos problemas dos dentes e gengivas, que frequentemente poderão revelar-se graves e prejudicar directamente a manutenção das próteses e dos implantes.

Para além dos cuidados de higiene, é extremamente importante não dispensar as idas periódicas ao dentista, uma vez que só assim será possível ter a certeza de que as próteses e os implantes se encontram nas devidas condições, e não comprometerão, seja de que forma for, a saúde oral do paciente. Duas ou três idas anuais ao dentista já se poderão revelar como o suficiente para garantir que nenhum problema de maior dimensão ocorrerá com os implantes.

Vale a pena referir que estes números representam apenas estimativas, e por isso não deverão ser encarados como dados inquestionáveis. Dependendo muito de cada caso, estes números poderão variar substancialmente.