Rabanete – Raphanus sativus

De nome científico Raphanus sativus, o rabanete é uma planta de pequeno porte, herbácea e de caracter anual. As suas folhas são predominantemente de cor verde e apresentam-se dispostas em forma de roseta. As suas flores possuem apenas quatro pétalas e poderão ser de cor branca, rosa e ou roxa.

A sua raiz é tuberosa apresentando uma forma arredondada ou alongada, possuindo uma casca de coloração avermelhada e polpa branca. A altura ideal para a sua colheita é desde o mês de janeiro, e, depois de julho a novembro.

rabanete Raphanus sativus

Usos

As suas raízes são consumidas de várias maneiras incorporadas como ingrediente em sopas e ensopados, mas, sobretudo cruas – cortadas em rodelas, constituem assim o complemento ideal para uma salada crocante, refrescante e ligeiramente picante. As raízes do rabanete são ricas em minerais, contêm vitaminas C, B1, B2, ácidos orgânicos, óleos glicosídeos e essenciais, têm uma concentração média de 8,4% em hidratos de carbono e de 2% de proteínas.

Propriedades

Mais desconhecido é o facto de as suas folhas serem uma exce­lente fonte de vit­a­m­ina C, tendo uma concentração de aproximadamente seis vezes mais quan­ti­dade desta vitamina do que as raízes.

Para além da vitamina C, e do exposto acima, o rabanete é ainda rico em fibras alimentares e minerais como enxofre, o potássio e o fósforo. A zexantina e a luteína, dois agentes antioxidantes estão também presentes na sua composição. Esta planta possui também a diatase (enzima) e por consequência facilita a digestão de amidos – sendo assim aconselhado o seu consumo no contexto de necessidade de uma dieta de restrição calórica. Note-se a título de exemplo ilustrativo: 100 gramas contém apenas 20 kcal.

Benefícios para a saúde

Os benefícios do consumo de raízes e folhas de rabanete passam pelas suas propriedade calmantes, diuréticas, laxantes, expectorantes, digestivas, purificadoras do sangue, da bexiga e dos rins. O rabanete é maioritariamente consumido por indivíduos que sofrem de inflamações internas como dores de garganta e de erupções cutâneas, febres, gota, bronquite, catarro e reumatismo, tosse, prisão de ventre, inchaço, má digestão, ansiedade, nervosismo e escorbuto. Faz parte do uso popular ralar rabanete e colocá-lo em forma de cataplasma para tratar dores ciáticas.

Leia Também  Vinagreira (Hibiscus sabdariffa L)

É, também, um poderoso aliado no combate ao cancro. Contendo vários tipos de fitoquímicos são os sulforagranes presentes na sua composição que facilitam a produção de enzimas o que facilita a não transformação de células saudáveis em células cancerígenas.

Em indivíduos com doenças do sistema cardio-vascular. do intestino delgado, rim, pâncreas e doenças de estômago o uso do rabanete é contra indicado.

 

loading...

30. Dezembro 2014 by admin

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Required fields are marked *