Sangue na Urina (Hematúria)

Existem doenças e problemas de saúde que causam um alarme extra aos pacientes, principalmente pelo impacto que têm no dia-a-dia das pessoas. Um desses casos é a urina com sangue, também denominada de hematúria, sendo que esta causa uma grande preocupação nos pacientes e muitos não conseguem mesmo perceber o que se passa.

foto de sangue na urina

Apesar de muitas pessoas se assustarem facilmente, outras acreditam que ter a urina escura ou de cor avermelhada não é nada de mais, acreditando que tudo não passa de um evento isolado, devido a um trauma ligeiro e que rapidamente desaparece.

Contudo, a perda de sangue através da urina não é um evento normal e, em termos gerais, indica sempre que algo de errado está a acontecer no interior do sistema urinário, ou mesmo algo mais grave, por isso é essencial um controlo médico e um diagnóstico pormenorizado.

A urina com sangue tem o nome médico de hematúria, sendo que apesar de parecer estranho, nem sempre é possível verificar este caso a olho nu, pois em alguns casos a quantidade de sangue é tão pequena que não apresenta nenhum tipo de alteração na coloração da urina, sendo apenas visível através de exames específicos.

Na maioria dos casos, a urina com sangue é sinal de outras doenças mais leves, como a infecção urinária, por exemplo, por outro lado pode também ser sinal de doenças mais graves, como o cancro da bexiga ou rins.

Em suma, o sangue na urina pode não ser nada de mais, mostrando-se apenas como um evento isolado, acontecendo por traumas ou defeitos nos tubos renais, sem relevância clínica, todavia podem também ser apenas um dos sintomas e sinais de algo mais grave, como a infecção urinária ou mesmo o cancro de bexiga ou rins, por isso é essencial que ao aparecimento dos primeiros sintomas, o paciente deve dirigir-se ao médico o mais rápido possível.

O que é ?

Em termos gerais, a hematúria é o nome médico dado à presença de sangue na urina, sendo que em alguns casos é tão visível que o paciente apanha um grande susto no momento de urinar, enquanto que outros casos não apresenta qualquer sinal específico, tornando-se tão discreta que apenas é possível notar a sua existência através de exames específicos.

Alguns pacientes assustam-se inicialmente por terem uma urina mais escura ou avermelhada, dando a sensação de existir um caso de hematúria, contudo existem outras substâncias presentes na urina que podem alterar a cor da mesma, como o caso dos medicamentos, mioglobina, bilirrubinas ou até mesmo corantes, sendo que neste caso não há necessidade de preocupação por parte do paciente.

Este é um problema de saúde extremamente simples de descrever e de definir, sendo que os pacientes apenas têm que ter atenção à coloração da urina, no momento de urinar, alertando-se apenas se esta apresentar tons avermelhados, de forma recorrente, ou seja, mais do que uma vez isolada.

Geralmente a urina com sangue é extremamente simples de tratar, com um simples tratamento e alguns cuidados específicos no dia-a-dia do paciente, contudo existem excepções, que são aquelas em que a hematúria surge combinada com outros factores, como a proteinúria, hipertensão ou mesmo alterações de creatinina.

Tipos de Hematúria

Tendo em consideração que existem diversas possíveis causas para o aparecimento deste problema e ainda esta pode apresentar vários tipos de evoluções, os especialistas acabaram por dividir o mesmo em vários tipos, consoante as características que apresentam.

Assim, fique a conhecer todas as características e consequências de cada um dos tipos de hematúria:

Hematúria Macroscópica

É provavelmente um dos tipos mais assustadores, pois é caracterizado pela identificação a olho nu por parte do paciente, pois a urina apresenta-se mais escura, avermelhada ou mesmo com a presença de coágulos de sangue. Este é o tipo de hematúria mais fácil para identificar, sem a necessidade de um exame específico.

Hematúria Microscópica

Este tipo é mais perigoso, pois o paciente não irá conseguir identificar o problema, pois a aparência da urina irá ser perfeitamente normal, sem qualquer tipo de coloração ou alteração, sendo que a presença do sangue é apenas possível identificar em exames específicos.

Assim, é possível que o paciente tenha este problema durante um longo período de tempo, sem noção de tal situação, a menos que faça um exame específico.

Hematúria com coágulos

Este tipo de hematúria é em tudo semelhante à hematúria macroscópica, isto é, o paciente irá verificar alteração na sua urina a olho nu, sem a necessidade de um exame especofico, sendo que neste caso a presença de coágulos poderá indicar um maior volume de sangue ou mesmo trauma com maior gravidade.

Para analisar a lesão que levou à formação de coágulos, os pacientes necessitarão de um exame de imagem, como é o caso da topografia computadorizada do sistema urinário, verificando assim a gravidade da situação e encontrando o melhor tratamento possível.

Hematúria persistente

Este tipo de hematúria caracteriza essencialmente a periodicidade da mesma, isto é, este problema de saúde poderá ser persistente ou intermitente, ou seja, em termos resumidos, o problema poderá permanecer no organismo do período por tempo indefinido, mesmo com tratamento adequado, ou então aparecer e desaparecer de tempos a tempos.

Hematúria dismórfica

Neste caso o paciente necessitar ter mais atenção e o acompanhamento médico é essencial, pois este acontece aquando um exame de urina normal, é detectada a presença de hemácias com um formato fora do normal, denominadas de dismórficas, sendo que na maioria dos casos poderá ser o sinal de doença dos glomérulos renais.

Hematúria isolada

Este é provavelmente o tipo de hematúria que os pacientes esperam ter, pois é o que apresenta características mais leves para a saúde do mesmo. Assim, este caracteriza-se pela inexistência de qualquer outro sinal ou sintoma, para além da presença de sangue na urina.

A maioria dos pacientes com hematúria têm outros sintomas associados, sendo que quando esta acontece sem que esses mesmos sinais surjam, geralmente é indicado de uma doença benigna.

Causas

Como já era de prever, tendo em consideração que o sistema urinário é bastante complexo, a urina com sangue tem inúmeras possíveis causas, sendo que na maioria das vezes está relacionado com outro problema, de origem no próprio sistema.

Assim, se após um primeiro exame, os especialistas verificarem que os rins, a próstata (no caso dos homens), o trato urinário e os órgãos genitais estão a funcionar em pleno e sem problemas, poderá ser necessário verificar se existe algum distúrbio hemorrágico, que em nada está ligado ao sistema.

Assim, entre as causas mais comuns para o aparecimento de sangue na urina, desde que estejam relacionadas com problemas renais ou do trato urinário, destaca-se:

◾cancro da bexiga ou dos rins

◾cálculos no rim ou na bexiga

◾doença renal, causada após uma grave infecção de garganta, muito comum nas crianças

◾insuficiência renal

◾infecção na bexiga, rim ou na uretra

inflamação na bexiga, uretra, próstata ou mesmo rim

◾lesão, causada por um trauma, na bexiga ou no rim

doença renal policística

◾alguns procedimentos, ligados directamente ao trato urinário, como o caso da cateterização, circuncisão, cirurgia ou mesmo biópsia.Por outro lado, como foi referido em cima, o paciente poderá ter sangue na urina devido a distúrbios hemorrágicos, sendo que neste caso as causas mais comuns são:

◾problemas de coagulação, como é o caso da hemofilia

◾existência de coagulo sanguíneo nos rins

◾uma percentagem baixa de plaquetas existentes no sangue

◾a toma de medicamentos que contenham na sua composição anticoagulantes

anemia falciforme

Diagnóstico e Exames

Como foi possível verificar em cima, a urina com sangue apresenta várias possíveis causas, até de natureza distintas, por isso o diagnóstico é também bastante complexo.

Em primeiro lugar, o especialista deverá realizar um prévio exame, com base numa série de perguntas, para tentar perceber a origem do problema e os sintomas que o paciente sente no momento.

No caso das mulheres, é importante verificar se a mulher não se encontra durante a menstruação, pois nesses casos poderá ocorrer uma confusão de sintomas e pode não passar de um caso isolado, sem qualquer tipo de conseqüência para a saúde.

Caso não seja esta a situação, então o especialista deverá iniciar uma investigação mais complexa, para descartar ou então confirmar as causas do aparecimento da doença, citadas em cima.

Entre os exames mais comuns, por ordem de preferência médica, até para evitar situações demasiado intensas para o paciente, destaca-se:

  • ultra-sonografia abdominal
  • análise de nível de cretiniza presente no sangue
  • diferencial sanguíneo
  • hemograma completo
  • tomografia computadorizada à zona abdominal
  • cistoscopia
  • pielograma intravenoso, também denominado apenas de PIV
  • biópsia aos rins
  • raio-x dos rins
  • exame para a anemia falciforme
  • urinálise
  • urocultura
  • coleta de urina durante 24 horas, para análise de cretiniza, proteína e cálcio presenteApós os primeiros exames realizados, é da responsabilidade do médico analisar o historial clínico do paciente, comparando os sinais e sintomas e até as possíveis causas para o aparecimento da doença, para que seja entregue o tratamento mais adequado e eficaz para a resolução do problema e o desaparecimento do mau estar que o paciente sente.

Urina com sangue na gravidez

O momento da gravidez deverá ser vivido em pleno, principalmente pela mulher, que está a gerar um novo ser no seu interior, contudo é também um momento de muitas preocupações e de cuidados redobrados, por isso o aparecimento de sangue na urina é certamente um grande susto.

Assim, mal surjam os primeiros sintomas e sinais, é imprescindível a consulta de um médico, para que as primeiras providências sejam tomas imediatamente, de forma a não prejudicar a saúde da mãe ou do bebé.

Apesar de ser um momento de muita aflição para a mãe, com receio que algo se complique para a saúde do bebé, a urina com sangue durante a gravidez poderá ser causada por uma simples infecção urinária, que tem como tratamento a receita de medicamentos específicos, com o devido cuidado para o momento especial que a mãe está a passar.

Por outro lado, e daí que seja tão importante a consulta médica imediata, a paciente pode acreditar que se trata de sangue na urina, porém o sangue pode vir pela vagina e nesse caso pode indicar um descolamento precoce da placenta e nesse caso é extremamente grave e poderá trazer bastantes dificuldades e problemas para o bebé.

Urina com sangue no homem

A urina com sangue no homem é provavelmente muito mais assustadora do que no caso da mulher, não que as consequências sejam diferentes ou mais graves, mas sim pela forma como estes urinam, geralmente, visualizando cada momento, por isso a presença de uma cor avermelhada ou mesmo da expulsão de coágulos de sangue pode tornar-se realmente assustadora.

Todavia, não é por isso que a urina com sangue é mais perigosa nos homens, mas sim porque além das causas já mencionadas em cima, a alteração da próstata é um assunto muito temido, que pode ter uma ligação directa com este problema.

Embora não seja muito comum, esta causa acontece mais nos homens com mais de 50 anos de idade, sendo que deve ser investigada o mais rapidamente possível, para evitar evolução do problema de saúde e conseqüências ainda mais graves.

Hematúria após esforço físico

Este tipo de hematúria é bastante comum, principalmente aos  atletas de alta competição, pois esta surge após a realização de actividade física de grande intensidade, levando o corpo aos grandes limites.

Geralmente este caso é intermitente, isto é, poderá surgir de forma visível a olho nu ou não, sendo que após alguns dias de descanso, acaba por desaparecer sem a necessidade de tratamentos específicos.

Contudo, se o paciente não tiver feito actividades fora do vulgar, se o problema persistir, é conveniente a consulta médica imediata, evitando a evolução da doença desnecessária.

Este tipo de presença de sangue na urina, na maior parte das vezes, não apresenta um significado clínico, principalmente se o paciente não tiver lutos sintomas, for jovem e saudável, sendo que nestes casos repouso de alguns dias é o suficiente para desaparecer por completo.

Tratamento

Tal como acontece com a grande maioria dos problemas de saúde, principalmente os que estão relacionados com o sistema urinário, o tratamento irá depender de qual é a causa que está a levar a estes sintomas e a este problema de saúde.

Assim, o paciente deverá esperar pelo diagnóstico da doença, feita por especialistas, sendo que se se tratar de um caso isolado, não é necessário nenhum tratamento específico, apenas um seguimento básico por parte do médico.

Por outro lado, a toma de medicamentos poderá ser aconselhada por alguns médicos, especialmente se existirem outros sintomas como a dor ou o mau estar, mas apenas para atenuar esses sinais.

Poderá ser necessário recorrer a tratamento cirúrgico, quando existir má formação renal, tumores ou mesmo cálculo renal. Por outro lado, a actividade física deverá funcionar como prevenção da doença, mas neste caso específico deve ser diminuída, evitando assim que o problema piore e a saúde do organismo em geral se ressinta.

27. agosto 2014 by admin

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *