Sibutramina – Reductil – Efeitos no Emagrecimento e Contra Indicações

A sibutramina, também denominada de cloridrato de sibutramina, é um fármaco utilizado para o controlo de peso e emagrecimento. A sua administração faz-se por via oral, e é usada em muitos tratamentos para a obesidade.

emagrecimento

Esta droga é normalmente vendida em dosagens de 10 e 15 mg, sob vários nomes comerciais, tais como Reductil, Meridia, Plenty, Saciette, Sibutral, Vazy e Biomag. Contudo, novas descobertas levaram à suspensão da venda deste medicamento nalguns países, o que pode conduzir à escolha de outros fármacos por parte do médico.

Como atua a sibutramina no organismo?

O hipotálamo é a zona do cérebro responsável pelo controlo da fome e da ansiedade. A sibutramina vai agir diretamente nesta glândula, permitindo ao indivíduo controlar o seu apetite, dando uma preciosa ajuda no tratamento para a obesidade. Sendo assim, esta droga está integrada no grupo dos fármacos moderadores de apetite.

Ao contrário de alguns mitos que correm, esta droga não tem efeitos antidepressivos, não causa dependência e não tem um efeito absorvente da gordura dos alimentos.

Como tomar sibutramina?

Antes de mais, é essencial que perceba que este medicamento apenas deve ser tomado com indicação e acompanhamento do médico. Inicialmente, a dose habitual é de 10 mg por dia, que pode aumentar para 15 mg se o tratamento não fizer o efeito desejado até 1 mês após o início do mesmo.

Ou seja, a sibutramina é tomada uma vez por dia, e preferencialmente sempre à mesma hora. Se se esquecer alguma vez de tomar o medicamento, no dia seguinte deve continuar com o tratamento da mesma forma, sem compensar tomando dois comprimidos. Não há necessidade de tomar em jejum.

O efeito normal no primeiro mês é a perda de 2 kg, e no total, entre 10 a 15% ao fim de meio ano. A partir desse momento, a tendência é o peso ficar estável nesse valor. Contudo, a sibutramina deve continuar a ser tomada, sendo o período de prescrição normal de 2 anos. Apenas deve parar de tomar o medicamento com ordem do médico, sob o risco de recuperar o peso perdido.

Indicações da sibutramina

Como foi referido anteriormente, a sibutramina está classificada como medicamento moderador de apetite. Sendo assim, este medicamento é indicado para casos onde o simples mudar de hábitos alimentares e exercício físico não sejam o suficiente para controlar o peso. Geralmente em casos onde há um desequilíbrio a nível do hipotálamo, que gera um apetite e ansiedade demasiada elevada.

Contra indicações da sibutramina

A sibutramina está contraindicada para diversas doenças, entre as quais a anorexia, bulimia, hipertensão, hipertiroidismo, doenças coronárias e depressão ou qualquer problema que necessite de tratamento com o uso de antidepressivos. A sibutramina está também contraindicada para mulheres grávidas ou a amamentar.

(Leia: Hipertensão Arterial – Causas, Sintomas, Tratamento e Alimentos a evitar).

Efeitos secundários

Este medicamento tem vários efeitos secundários possíveis, sendo os mais comuns os seguintes:
– Enjoos;
– Tonturas;
– Depressão;
– Sudorese;
– Dores nas articulações;
– Constipação;
– Sabor estranho na boca;
– Dores menstruais;
– Secura na boca;
– Cefaleias;
– Irritação no estômago;
– Sonolência ou insónias;
– Aumento da pressão arterial e frequência cardíaca.

Em Janeiro de 2010, novas descobertas relativas a efeitos colaterais provocados pela sibutramina levaram o FDA (Food and Drug Admnistration), responsável pelo controlo de medicamentos nos Estados Unidos, a alterar a lista de doenças contraindicadas.

Assim, este medicamento passou a ser contraindicado também para pessoas com historial de AVC (Acidente Vascular Cerebral); arritmias cardíacas, infartos, doença arterial periférica, insuficiência cardíaca congestiva, infarto ou doenças coronárias, e ainda, hipertensão excessivamente elevada.

Esta alteração baseou-se no relatório do Committee for Medicinal Products for Human Use (CHMP), que concluiu que no caso da sibutramina, o conjunto de benefícios era menor que o risco causado pelos seus efeitos secundários. Tendo isso em conta, nesse mesmo ano, em vários países, incluindo o Canadá e os EUA, suspenderam a venda deste medicamento.

Interação com outros medicamentos

Existe um conjunto de medicamentos que interagem com esta droga, e como tal, deverá informar o seu médico quais os medicamentos que toma antes de começar o tratamento. Os medicamentos que interagem com a sibutramina são os seguintes:

– Anfetaminas;
Antidepressivos;
– Cetoconazol;
– Clopidogrel;
– Diltiazem;
– Eritromicina;
– Fenelzina;
– Fentanil;
– Isocarboxazida;
– Lítio;
– Selegilina;
– Sumatriptano;
– Venlafaxina.