Tratamento para Celulite Infecciosa

Depois de diagnosticada a celulite infecciosa, o tratamento dependerá da causa da infecção, da gravidade dos sintomas e do estado geral de saúde do paciente. Normalmente esta é uma situação que pode ser tratada em casa com antibióticos orais se o paciente não tiver sintomas adicionais como febre, náuseas e vómitos, que indiquem que a infecção passou da pele para outra área do corpo ou para a corrente sanguínea. Se não for este o caso, normalmente recomenda-se internamento hospitalar.

Tratamento em casa

Antibióticos

Se o paciente estiver bem para ser tratado em casa, fará uma toma oral de antibióticos durante sete dias. O antibiótico geralmente prescrito para a celulite infecciosa é a flucloxacilina, substância que faz parte do grupo de antibióticos penicilina. Os efeitos secundários mais comuns da flucloxacilina são problemas digestivos leves, como dores de estomago e episódios de diarreia.

Se o paciente não puder tomar flucloxacilina por ser alérgico à penicilina, pode tomar um antibiótico alternativo conhecido como eritromicina. Os efeitos colaterais da eritromicina normalmente são leves e de curto prazo. Incluem náuseas, desconforto abdominal, vómitos e diarreia.

Se suspeitar que a celulite infecciosa se deveu à exposição de uma ferida a água contaminada, deverá tomar uma combinação de dois antibióticos diferentes: doxiciclina ou ciprofloxacina em combinação com flucloxacilina ou eritromicina.

Quando tomar os antibióticos pela primeira vez, notará que a pele ficará avermelhada. Esta é uma reação temporária e a vermelhidão deverá desaparecer dentro de 48 horas. Deve falar com o médico imediatamente se os sintomas piorarem 48 horas após tomar os antibióticos, ou se desenvolver sintomas adicionais como temperatura elevada ou vómitos.

Cuidados Pessoais

Existem alguns passos que podem ser seguidos em casa para aliviar os sintomas e acelerar a recuperação da doença. Beba muita água para prevenir a desidratação. Se for a perna a afetada com a infecção, mantenha-a elevada com uma almofada ou cadeira. Isto fará com que se sinta mais confortável e ajudará a reduzir o inchaço. Se possível, o pé deve ficar mais elevada mais elevada do que o quadril (anca). Se for o braço que está afetado, deve tentar manter o antebraço levantado acima do cotovelo.

Se for desconfortável elevar o membro afetado, tente deitar-se, tanto quanto possível. No entanto, é importante mover regularmente as articulações, tais como os punhos e os tornozelos. Tente também evitar cortes e arranhões em atividades com esse risco. Por exemplo, use roupas que cubram os braços ou as pernas quando fizer jardinagem.

Podem também ser seguidas algumas medidas que ajudem a prevenir que a celulite infecciosa ocorra novamente, como por exemplo:

  • ao realizar de uma boa higiene das mãos
  • ao manter a pele bem hidratada
  • ao tratar cortes e arranhões ou qualquer pele gretada causada por patologias como o eczema
  • ao tratar atempadamente infecções fúngicas das mãos ou dos pés, como o pé de atleta por exemplo
  • ao realizar um tratamento com antibióticos de longo prazo (se tiver celulite recorrente) (mais de dois episódios por ano na mesma área)
  • ao tratar o linfedema (inchaço de longo prazo) se for diagnosticado com a doença.

Leia mais informações sobre a prevenção da celulite infecciosa.

Alívio da dor

Se a infecção estiver a provocar dor ou febre, poderá tomar um anti-inflamatório para aliviar os sintomas. O paracetamol e o ibuprofeno são adequados quando se tem celulite.

Tratamento hospitalar

Sempre que exista necessidade de internamento hospitalar para tratamento, o paciente poderá receber injeções de antibióticos diretamente na veia ou através de sistema de gotejamento (gota a gota), conhecidos como antibióticos intravenosos. O tipo de antibióticos usados no tratamento dependerá da suspeita da causa da infecção, embora normalmente sejam usados antibióticos de amplo espetro. Este tipo de antibióticos pode eliminar várias estirpes diferentes de bactérias.

Se os sintomas melhorarem, poderá receber alta após 48 horas e o tratamento muda para antibióticos orais. Se não for o caso, poderá ter de realizar a toma de antibióticos intravenosos durante cerca de três a quatro dias antes de mudar para os antibióticos orais.

Foto de Celulite Periorbital (celulite preseptal)