Trihidrato de Amoxicilina

O Trihidrato de Amoxicilina é um medicamento usado no tratamento de infecções bacterianas. A informação contida neste Guia Médico para o Trihidrato de Amoxicilina varia de acordo com a condição a ser tratada e a preparação usada.

O seu medicamento

O Trihidrato de Amoxicilina é usado no tratamento de determinadas infecções bacterianas. Atua eliminando alguns tipos de bactérias. É indicada para tratamento da amigdalite; gonorreia (Ver Fotos); infecções de pele e tecidos moles; infecções odontogênicas; infecções do trato respiratório baixo; infecções urinárias; otite média; sinusite; infecção por Chlamydia (em gestantes); doença de Lyme; gastrite e úlcera péptica causada por Helicobacter pylori e na prevenção da endocardite bacteriana.

Não partilhe o seu medicamento com outras pessoas. Pode prejudicá-las por não lhes ser adequado.

A bula do seu medicamento informa a quantidade que deve tomar. Também informa da frequência com que deve tomar. Esta será a dose que você e o médico prescritor concordaram que deveria tomar. Não deve mudar a dose do seu medicamento a não ser que o médico prescritor lhe diga. Se achar que o medicamento está a afetar o seu estado geral de saúde ou acha que não está a fazer o efeito desejado, fale com o seu médico.

Será o medicamento adequado para si?

O Trihidrato de Amoxicilina não se adequa a todas as pessoas e algumas não o devem tomar. Outras pessoas devem tomá-lo com cuidado. É importante que a pessoa que esteja a prescrever o medicamento saiba todo o seu historial médico. O médico só poderá prescrever este medicamento com cuidados especiais ou não o prescrever se você:

  • for alérgico ou sensível a medicamentos semelhantes ao Trihidrato de Amoxicilina como penicilinas, cefalosporinas ou outros antibióticos betalactâmicos
  • for alérgico ou sensível a ou teve uma reação alérgica a qualquer um dos ingredientes deste medicamento
  • tiver febre glandular
  • tiver problemas renais

Como parte do processo para avaliar se pode ou não tomar este medicamento o médico poderá pedir a realização de alguns exames:

  • para determinar se o medicamento é ou não adequado e quando deverá ser prescrito com cuidados redobrados
  • para avaliar se este medicamento não tem efeitos indesejados

Com o tempo é possível que o Trihidrato de Amoxicilina deixe de ser adequado a algumas pessoas, ou estas deixem de ser adequadas a ele. Se em qualquer altura lhe parecer que o Trihidrato de Amoxicilina se tornou inadequado, contacte de imediato o médico.

Álcool

O álcool pode interagir com alguns medicamentos.

No caso do Trihidrato de Amoxicilina:

  • não são conhecidas interações entre o álcool e o Trihidrato de Amoxicilina

Dieta

Os medicamentos podem interagir com determinados alimentos. Nalguns casos, pode ser prejudicial e o médico prescritor aconselhará a evitar certos alimentos.

No caso do Trihidrato de Amoxicilina:

  • não são conhecidos alimentos que deve excluir da sua dieta enquanto estiver a tomar o medicamento.

Conduzir e operar máquinas

Quando se toma qualquer medicamento devemos estar conscientes de que estes podem interferir com a habilidade de conduzir ou operar máquinas de modo seguro. Tal como todos os medicamentos, o Trihidrato de Amoxicilina não é exepção e pode ter efeitos secundários. Deve ver como o medicamento o afeta e de seguida avaliar se é seguro conduzir ou operar máquinas. Se tiver dúvidas, fale com o seu médico.

Planeamento familiar e gravidez

A maioria dos medicamos, de alguma forma, pode afetar o desenvolvimento do bebé. Os efeitos no bebé diferem entre medicamentos e também dependem da altura da gravidez quando tomou o medicamento.

No caso do Trihidrato de Amoxicilina:

  • só deve tomar este medicamento durante a gravidez se o médico achar necessário
  • este medicamento pode afetar a eficácia dos contracetivos orais. Se isto a afetar é importante usar contracetivos eficazes não hormonais

Fale com o seu médico sobre a necessidade, riscos gerais e benefícios de tomar este medicamento. Decida com o seu médico se toma ou não este medicamento durante a gravidez. Se decidirem não tomar o Trihidrato de Amoxicilina, pergunte se existe algum medicamento alternativo para tomar durante a gravidez.

Amamentação

Alguns medicamentos podem passar para o leite materno e para o bebé através da amamentação.

No caso do Trihidrato de Amoxicilina:

  • Apenas deve tomar este medicamento e amamentar segundo o seu médico

Antes de tomar Trihidrato de Amoxicilina deve falar sobre a amamentação com o seu médico ou pediatra. Eles ajudarão a decidir o melhor para si e para o seu bebé, tendo em conta os riscos e benefícios associados a este medicamento. Apenas deve amamentar o seu bebé enquanto tomar este medicamento sob conselho destes.

Interação com outros medicamentos

Se estiver a tomar mais do que um medicamento ao mesmo tempo eles podem interagir. Por vezes o médico prescritor pode decidir usar medicamentos que interajam, noutros casos pode não ser adequado. A decisão de tomar medicamentos que interajam depende das suas circunstâncias específicas. O médico pode decidir usar medicamentos que interajam, se achar que existem mais benefícios que riscos ao tomar os medicamentos juntos. Nesses casos, pode ser necessário alterar a dosagem ou fazer um controlo mais adequado.

Informe o médico prescritor de todos os medicamentos que esteja a tomar para ter em conta possíveis interações. Isto inclui todos os medicamentos que tenham sido prescritos pelo seu médico, dentista, enfermeiro, ou farmacêutico. Também deve indicar ao médico prescritor todos os medicamentos que adquiriu sem prescrição médica. Os seguintes medicamentos podem interagir com o Trihidrato de Amoxicilina:

  • acenocumarol
  • alopurinol
  • probenicida
  • varfarina e pradaxa (anticoagulantes)

As seguintes classes de medicamentos podem interagir com o Trihidrato de Amoxicilina:

  • anticoagulantes orais
  • contracetivos orais

Se estiver a tomar Trihidrato de Amoxicilina e algum dos medicamentos ou classes de medicamentos listado acima, informe o seu médico.

Nomes comerciais

  • Abiotyl – Argentina
  • Almorsan – Argentina
  • Alphamox – Austrália
  • Amixen – Argentina
  • Amohexal – Austrália
  • Amox-G – Argentina
  • Amoxal – Áustria
  • Amoxi – Argentina, Bélgica, Alemanha, Israel
  • Amoxibiot – Argentina
  • Amoxicina – Argentina
  • Amoxicler – Argentina
  • Amoxidal Duo – Argentina
  • Amoxidal – Argentina
  • Amoxigrand – Argentina
  • Amoxihexal – Alemanha, Áustria
  • Amoxil – Brasil
  • Amoxilan – Áustria
  • Amoxipenil – Argentina
  • Amoxipoten – Argentina
  • Amoxistad – Áustria
  • Amoxitenk – Argentina
  • Antibiocilina – Argentina
  • Antiobiocilina – Argentina
  • Apracur Biotic – Argentina
  • Ardine – Argentina, Espanha, México
  • Atrival – Argentina
  • Bgramin – Austrália
  • Biotamoxal – Argentina
  • Bioxilina – Argentina
  • Bronco Amoxil – Brasil
  • Cilamox – Austrália
  • Clamoxyl – Alemanha, Áustria, Bélgica, Espanha, França, Países Baixos, Portugal, Suíça
  • Darzitil – Argentina
  • Dunox – Argentina
  • Eramox – Áustria
  • Fisamox – Austrália
  • Flemoxon – Argentina, Brasil, México
  • Fullcilina Duo – Argentina
  • Fullcilina – Argentina
  • Grinsil – Argentina
  • Grinsil Duo – Argentina
  • Maxamox – Austrália
  • Moxacin – Austrália
  • Moxitral – Argentina
  • Nobactam – Argentina
  • Novocilin, Brasil
  • Amoxil – Brasil
  • Ocylin – Brasil
  • Optamox – Argentina, Chile
  • Ospamox – Áustria, Grécia, Hong Kong, Hungria, Malásia, Nova Zelândia, Portugal, Singapura
  • Oximar – Argentina
  • Sulbamox BD – Brasil
  • Supramox – Áustria, Suíça
  • Trifamox – Argentina
  • Trifamox Duo – Argentina
  • Velamox BD – Brasil

Uso Veterinário

  • Synulox (Pfizer)
  • Biomox (Ceva Sante Animale)

Leia Também sobre a Associação amoxicilina/ácido clavulânico.

Trihidrato de Amoxicilina